quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

PALAVRAS CHEIAS DE MAGIA

Estamos a poucas horas de um novo ano. Quanto do que você planejou para estes 12 meses que estão se encerrando foi alcançado?
É certo que em boa parte dos casos as pessoas responderão que foi muito pouco, ou quase nada...
Mas o que vem depois desta afirmação é que interessa: Ninguém consegue explicar PORQUE não conseguiu chegar ao ponto que, no começo do ano, parecia destino mais que certo.
Então eu pergunto, meus queridos: Será que não foi por causa das palavras que você usou em suas afirmações do dia-a-dia?
Às vezes nem percebemos, mas usamos Palavras Mágicas em todos os momentos de nossas vidas. São palavras  muitas vezes curtas, mas com alto impacto em nossas mentes. Em várias ocasiões, estas palavras poderiam até nos trazer beneficios, se colocadas de outra forma. Enquanto isso, há também outros ditos que não costumamos usar, mas será uma boa idéia se começarmos a fazê-lo desde já.
Vou citar uma pequena lista, com base na Programação Neurolinguistica. Aprenda a usá-las, e garanto que seu 2011 vai ser Divino!

"MAS" - É fácil saber qual é o nivel de uma crença ao ouvir uma pessoa falar com um "mas" no meio de uma frase. Se ela for negativa, esta palavrinha vai ligar uma coisa boa a algo que impede que isso ocorra. Ex: Eu quero passear, mas não tenho dinheiro!
Acontece que a última parte de uma frase sempre fica impressa de maneira muito mais firme na mente que a primeira parte. Portanto, o "não tenho dinheiro" é a palavra final para a decisão de seu subconsciente.
Uma boa alternativa é inverter a frase, colocando a parte postiva no final: "Estou sem dinheiro, mas quero (ou vou) viajar". Bem mais gostoso de se ouvir, não é?

Nunca, jamais, sempre - Evite-as! São, segundo a PNL, expressões que restringem a realidade."Nunca vou conseguir o que desejo". "Sempre fiz e sempre vou fazer assim".
Ninguém pode dizer que nunca, jamais ou sempre fará ou será tal coisa - não controlamos a vida a esse ponto.

"NÃO" - O cérebro não registra a palavra "não" quando acompanhado de uma imagem. Por exemplo, quando se diz "não pense num elefante amarelo", a primeira coisa que se pensa é justamente na imagem - o não é simplesmente ignorado. Se você diz "não quero ser igual ao meu pai" cada vez que dizem isso têm um flash de milésimos de segundo da imagem do seu pai com os defeitos que você odeia. O que está sendo reforçado é essa imagem, e não o contrário.
O "não" só é registrado no cérebro quando é uma negativa simples - o "não quero" ou o "não posso", por exemplo e quando vem desacompanhado de uma imagem.

Gostaria, queria (ou qualquer outro verbo no futuro do pretérito) - Esses verbos distanciam ainda mais o objetivo que você pretende alcançar. Ao dizer: "Eu queria tanto ter isso", está na verdade dizendo que não terá. Verbos devem ser empregados sempre no presente: "Eu quero" ou "eu gosto".

"É difícil" - Esta é uma terrível expressão bloqueadora, que paralisa qualquer intenção positiva. Ela retira a energia necessária para a ação. Na PNL, aconselhamos a trocar esta expressão por "é desafiante" ou "é um desafio". Essa simples troca pode abrir uma maior possibilidade de sucesso.

"Tentar" - Esquece este verbo. Ele significa má vontade!  "Não sei, vou tentar", então, é ainda pior. É quase uma frase declarada de que é possível "tentar", mas é quase impossível (ou totalmente impossível) conseguir.

"Experimentar" - Este sim, é um ótimo verbo. Experimentar que dizer que você vai se colocar em ação, curiosidade. Substitua a frase "vou tentar" por "vou experimentar". Esta é muito mais dinâmica.

"Ainda" - Esta eu adoro! É uma palavra positiva que abre muitas possibilidades. Por exemplo, na frase "não tenho o dinheiro que quero", você afirma algo que o paralisa. No entanto, se você disser algo como "Não tenho o dinheiro que quero AINDA", está deixando implícita a idéia que pode não ter a grana neste momento, mas vai ter e isso só é questão de tempo.
Porém, vale um alerta: Evite dizer frases como "Muita gente já levou tiro no Rio de Janeiro. Eu não levei nenhum ainda...". Hummm... é fria!

Sendo assim, comece agora a usar as palavras certas, as Palavras Mágicas, e tenha um ano muuuuito feliz!

"Minha querida Alma, faça de mim uma pessoa feliz, saudável e próspera!".

sábado, 25 de dezembro de 2010

HOJE É O DIA!

Estava só... era dia de festa, e todas as pessoas que eu conhecia tinham algum compromisso: Iam ver a mãe, o pai, os amigos, tinham encontros com as namoradas ou os namorados, iam participar da ceia com os colegas da empresa... E eu não estava incluido em nenhum destes compromissos.
Bateu a tristeza... um sentimento de vazio e solidão que muitas vezes levam qualquer pessoa à loucura. Uma vontade de sair, sumir, voar, desaparecer, encontrar um mundo pararelo onde tudo fosse diferente!
Fechei os olhos... comecei a imaginar-me num vale lindo, cheio de belas árvores, um rio maravilhoso, o som do canto dos pássaros...e me via só!
Passeei por toda a floresta, nadei no rio, pesquei, brinquei, descansei... Ainda só.
E então percebi que minha solidão não era um castigo, mas uma escolha. Talvez por egoismo, talvez por medo... Eu queria ser EU, mas não permitia que outros entrassem no meu mundo. E sem ninguém, nosso mundo é vazio.
Tudo bem se sair um pouco para descansar a cabeça. É sempre ótimo entrar em contato consigo mesmo(a), mas eu estava me esquecendo que é preciso "descer a montanha" depois disso. Subi demais, e não me vi voltando para os meus.
Então ouvi uma voz... Uma voz bem conhecida me dizendo: "O que você está fazendo aí?"
Não queria olhar para quem fez a pergunta. Apenas respondi: "Lamentando minhas frustrações, chorando minhas derrotas, tentando obter energias para enfrentar este mundo cão novamente".
"E quando você vai começar a usar esta energia?", insistiu a voz.
"Ora... não sei... o tempo dirá", eu disse.
"O tempo, o tempo... sempre usando desculpas para não se pôr a caminho, não é? Que tal se levantar e dar os primeiros passos? Que tal sair deste marasmo?", inquiriu-me
"Mas está tão bom aqui... É onde tenho paz!" - argumentei.
"Sei muito bem disso, porque também gosto daqui, mas também acredito que quando viemos para cá choramos o que deixamos pra trás, e tentamos planejar demais o que vem pela frente. Assim, o que podemos fazer AGORA fica esquecido!"
A resposta me deu um choque! Me levantei rápido e olhei para o dono da voz: Era um dos meus EUs!
Me mexi, me levantei, dei um salto e tratei de seguir rumo à saída do vale. Olhei para trás e lá estava meu EU sábio, e aos poucos fui acordando de mais este sonho, enquanto ouvia suas últimas palavras..."Existem dois dias em que nada podemos fazer para ser feliz: ontem... e amanhã. O dia é hoje! Mexa-se!".

Minha querida alma, seja fonte de coragem e força para lutar AGORA!

sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

UM APRENDIZADO DE UM MILHÃO DE REAIS

Não faz nem dois dias postei um artigo sobre a necessidade de nos colocarmos como alguém que "faz" algo para aprender, e de deixar de lado essa história de "aprender para fazer" (clique no link "Para aprender, é só fazer", na coluna lateral).
Neste post, resolvi publicar uma metáfora para complementar o tema. Ouvi esta história em uma das palestras proferidas por um grande mestre, já falecido, no final dos anos 90, mas ela ainda é bem atual para este final de primeira década do século 21.
Confira:

"Um grande investidor resolveu ampliar seus quadros de operadores da Bolsa de Valores. Os atuais funcionários, embora altamente eficientes, já mereciam galgar novos degraus e alguns deles já estavam prestes a aposentar.
O homem então resolveu juntar alguns de seus jovens estagiários e lhes deu a missão de analisar e investir em novos negócios, comprar ações que rendessem lucros no futuro, vender as que porventura estivessem em queda... enfim, tudo que acontece num setor tão especulativo como a Bolsa.
Três rapazes, altamente inteligentes, foram selecionados e partiram para os trabalhos.
Dois deles, bastante receosos, resolveram seguir para suas casas primeiro, a fim de estudar melhor como funcionava o setor de ações, como efetuar as melhores compras, o momento certo de agir...
O terceiro, no entanto, nem pensou duas vezes. Pegou a pasta com as informações da empresa e foi para o pregão. Acompanhando os mais experientes, ele conseguiu, em poucos dias, obter um lucro de R$ 500 mil reais.
Animado com as vitórias conquistadas, resolveu arriscar: uma nova empresa de produtos eletrônicos surgiu com a promessa de inovar o mercado. Surgia ali a grande chance de dar ao seu chefe a chance de comandar esta nova firma, cujas ações deveriam valorizar em pouco tempo. 
A questão é que para conseguir comprar ações com o objetivo de se tornar majoritário, era preciso gastar cerca de R$ 1,5 milhão. Ele ligou para a empresa e descobriu que tinha um crédito de R$ 2 milhões para investir, graças ao lucro obtido nos primeiros dias. Pegou o dinheiro que precisava e comprou mais de 50% das ações da nova idéia.
Dois dias depois, o choque! Descobriram que a tal empresa estava sofrendo um processo porque havia roubado informações de uma concorrente, e o valor das ações caiu vertiginosamente. Prejuízo de R$ 1 milhão de reais, justamente no dia em que seria tomada a decisão para a vaga de analista. O pior é que seus concorrentes, após um período de estudos, haviam conseguido auferir perto de R$ 300 mil cada um em lucros na bolsa.
O jovem, cabisbaixo, foi ao escritório do chefe:
- Chefe, estou aqui para te dizer que cometi um erro gravíssimo. Comprei ações que pensei serem lucrativas e acabamos perdendo muito dinheiro. Vou entender se não quiser me contratar e estou pronto para aguentar o processo pelo prejuízo que causei.
O chefe, muito sério, respondeu:
- De fato, o prejuízo foi grande...
- Pois é, chefe, o melhor mesmo é contratar um dos dois rapazes que vieram comigo. Eles pelo menos tomaram cuidado, analisaram melhor a situação e só tiveram lucro. Nenhum prejuizo.
O chefe então lhe passou um papel e uma caneta.
Qual não foi a surpresa do jovem ao ler o documento e ver que se tratava de um contrato de trabalho, tendo em branco apenas o espaço que ele deveria assinar, pois o chefe já havia assinado.
- Não entendo - disse.
- Já contratei os outros dois, e eles terão a chance de ir ainda mais longe do que foram, mas quanto a você, como posso te mandar embora daqui se acabei de investir mais de R$ 1 milhão em seu aprendizado? Agora você sabe como se faz para perder dinheiro, e possivelmente haverá ainda outras perdas. Mas com essa lição, na prática, duvido que os lucros não sejam maiores que os prejuízos.
E a empresa recuperou o dinheiro perdido e hoje o jovem é um dos seus mais proeminentes diretores".

Não existem fracassos, apenas resultados! Só vai de fato no caminho certo quem aprende qual é o errado!

quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

PARA APRENDER... É SÓ FAZER!

Lembro-me que quando comecei a tocar violão, minha mãe chegou em casa no auge da barulhada. O som totalmente dissonante das cordas mal apertadas e as tentativas de combinar voz com acorde produziam uma desesperadora sinfonia.
"O que é isso?", Ela gritou.
"Tô tocando violão", respondi na hora!
A minha querida genitora não teve dúvidas. "Tocando coisa nenhuma, filho. Isso é um barulho infernal. Mas, tudo bem se você está aprendendo...".
Não prestei muita atenção no que mamãe falou naquele momento. Para mim, eu estava tocando violão e pronto!
Hoje, vejo que esta foi uma das poucas vezes em que eu estava certo em minha atitude. Quando você começa a fazer algo, muita gente chama de "aprender a fazer". O problema é que um bocado de pessoas neste mundo está "aprendendo a fazer" e nunca "faz".
O aprendizado nada mais é que fazer em grau menor o que pessoas que já tem experiência em algo o fazem com maestria. Quando você estuda matemática, não está apenas "aprendendo a fazer matemática", mas desenvolvendo algumas fases da matéria pelas quais o seu professor também passou.
Quando um bebê está engatinhando, ninguém diz que ele "está aprendendo a engatinhar". E quando dá os primeiros passinhos já gritamos: "Que fofo! Já está andando".
O bebê é um exemplo clássico que, na verdade, não aprendemos nada para depois fazer. O que acontece de fato é que só aprendemos fazendo! "Aprender a fazer" é o que se passa em nossa vida na maior parte do tempo em que estamos na escola. Teorias e mais teorias, e pouca prática (talvez por isso é que depois esqueçamos 90% do que estudamos).
No entanto, estas teorias nos ajudam a iniciar nossa vida prática. Com o que aprendemos, escolhemos o caminho que queremos seguir profissionalmente ou na vida pessoal. Só não dá para continuar com as teorias: é hora de meter a mão na massa, partir para a prática. Até mesmo o mais cerebral dos cientistas só consegue chegar a novas descobertas quando FAZ experiências, combina elementos, analisa dados. Ele não fica parado "aprendendo" como descobrir novos remédios, novos produtos, novos combustíveis, etc...
Estamos em dezembro. Um novo ano está chegando, e muita gente já começa  a desejar novos rumos, muito sucesso, saúde, bençãos... Quase ninguém diz o que vai fazer para conseguir tudo isso. Quando perguntados porque, simplesmente respondem: É que ainda não sei! Esta é uma deixa para que todos entendam: "preciso aprender primeiro".
Quer uma dica? Faça, e quando você menos esperar, já aprendeu!
Comece com qualquer passo, inicie com qualquer ato! Corra atrás do seu sonho!
Você não precisa ler alguns livros para saber como iniciar o seu caminho, porque isso você já sabe! Só precisa se mexer. No entanto, bons livros podem ser utilizados como guia para o melhor percurso. 
Livros de auto-ajuda, por exemplo, não "ensinam como buscar a felicidade", mas servem como valiosos mapas para criar novos paradigmas, te orientar na busca do que você já sabe que quer. Aproveite-os desta forma e aí, sim, logo você se transformará em um "expert".
Que tal começar agora, hein?

segunda-feira, 15 de novembro de 2010

UMA ORAÇÃO OBJETIVA E PODEROSA

Quase sempre, na maioria das reuniões que conduzo, algumas pessoas me perguntam como fazer uma boa oração no sentido de se pedir "da maneira certa" o que se deseja.
Bem....não gosto muito da idéia de fórmulas prontas, mas entendo que algumas regras precisam ser seguidas, se quiser que sua oração seja eficaz:
1º - Você precisa ser específico o suficiente para sua própria mente (ela sabe do que você precisa, bem como o Criador, e se você tem dúvidas de que palavras usar, use as que representam melhor os seus desejos, mas de maneira geral).
2º - Você precisa colocar a oração no tempo presente, como se já tivesse alcançado o que deseja.
3º - Você deve, enquanto faz sua oração, lembrar de momentos que te tragam as mesmas sensações que terá quando tiver o que pediu. Se não lembrar, invente!

Sempre rezo o Pai-nosso nas primeiras e nas últimas horas do meu dia. É a mais completa, sem dúvida,  no que se refere ao reconhecimento da existência de um Ser Superior (Pai Nosso, que estás no Céu),  de perdão e amor ao próximo (Perdoai as nossas ofensas, assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido)  num pedido claro de Felicidade (Venha a nós o vosso Reino),  num pedido tipico dos seres humanos que querem crescer financeiramente (Dá-nos HOJE o Pão de Cada dia) e estar sempre protegidos (livrai-nos do mal).
No entanto, tem uma oração que ilustra bem o que sempre achei que precisava, de maneira específica, para conseguir pelo menos parte do que eu queria em minha vida. A criei num momento em que me permiti sentar e escrever sem pensar no que fazia, de maneira livre!
Os resultados para mim foram surpreendentes, e como tudo que faz bem deve ser distribuido para quem mais quiser fazer uso, resolvi transcrevê-la aqui.

"Eu sou agraciado por Deus com um Incrível Poder de Atração. Tudo que desejo de bom para mim e para os outros eu consigo! Sou agraciado pela sorte, guiado pelo Poder  da Vidência dos Três Sentidos (antecipo visualmente, auditivamente e cinestesicamente). e sei interpretar os sinais que me são enviados pela Divina Providência, pelo Universo!
Estou conectado ao Inconsciente Coletivo, e por isso sei como resolver os problemas que porventura surjam em minha vida, sei como alcançar os objetivos a que me proponho e a cada dia aprendo mais!
Obrigado, Senhor, porque sei que tudo ocorre para o meu bem e de todos os envolvidos e atingidos por qualquer coisa que me beneficie!"



Depois que terminei de escreve-la, decorei esta oração e passei a repetí-la em todos os momentos que podia. Foram incríveis as transformações que começaram a surgir.
Fica aí a dica: Copie ou faça uma para você seguindo o mesmo estilo, e preste atenção aos resultados.
Só não se esqueça de uma coisa: Você tem que sentir que o que está sendo dito é SEU, que tem tudo a ver com o que VOCÊ PRECISA. Se conseguir fazer isso, o sucesso é garantido!
Comece agora, e depois nos conte como foi, ok?

domingo, 14 de novembro de 2010

COMUNICAÇÃO HIPNÓTICA - APRENDA!

A hipnose já faz parte do seu dia-a-dia. Decida usá-la de maneira eficaz!

Quantas vezes você já se surpreendeu fazendo algo repetidamente sem sequer perceber que estava agindo daquela maneira? Quantas vezes ficou absorto em pensamentos sobre os quais não tinha controle? E nas vezes em que procurava algo que estava ali, na sua frente, mas você não encontrava?
Estes são apenas alguns exemplos dos mais diversos transes que vivemos no dia-a-dia, e sequer damos conta do quanto isso pode interferir em nosso cotidiano.
Na verdade, deixando que isso ocorra, muitas vezes passamos os nossos dias apenas repetindo ações predeterminadas, programadas em nossos subconscientes, e assim apenas sobrevivemos, nunca VIVEMOS!

No entanto, podemos aprender a usar esta forma interessantissima de concentração e transformação de estados emocionais de maneira consciente, trazendo à tona recursos e capacidades que nunca antes imaginamos possuir, mas estão lá, guardados no fundo de nossas mentes, só esperando a oportunidade para transformar as nossas vidas em algo muito mais pleno, mais completo, mais carregado de saúde e sucesso!

Aprenda a identificar e sair de transes negativos, e como entrar, quando quiser, em transes produtivos, com os ensinamentos da COMUNICAÇÃO HIPNÓTICA.

Com a COMUNICAÇÃO HIPNÓTICA, você saberá como produzir estados de relaxamento consciente e a levar sua mente a buscar, no seu próprio subconsciente, as qualidades e recursos que precisa para determinadas situações, a melhor maneira de livrar-se de emoções negativas, a encontrar a cura para seus males fisicos e mentais.


DIFERENCIE-SE!

Ao aprender a lidar com a comunicação hipnótica, você também passa a ter um conhecimento muito utilizado pelos maiores terapeutas, vendedores e comunicadores do mundo: O incrivel poder da persuassão através de uma técnica chamada de METAMODELO INVERTIDO.
Trata-se de uma forma de linguagem altamente hipnótica. Usado com ética e respeito ao próximo, os resultados são surpreendentes, chegando muitas vezes ao inacreditável, e, o melhor, são duradouros!
Quer ficar um nível acima dos outros profissionais de sua área? Quer obter resultados onde muitas vezes ninguém consegue? Tem o desejo de saber como conquistar mentes e corações para suas idéias ou produtos? Como ajudar pessoas que não encontram saídas para seus problemas (além de aprender a sair dos seus)?
Então este é o caminho!

Forme um grupo e monte em sua cidade a palestra sobre COMUNICAÇÃO HIPNÓTICA, com três a quatro horas de duração, para um grupo de no mínimo 25 pessoas.
Apenas maiores de 18 anos podem participar, e há obrigatoriedade de sigilo absoluto quanto ao que for ensinado.

Ideal para professores, terapeutas, vendedores, lideres religiosos, de grupos, pais e mães que enfrentam problemas com os filhos e comunicadores em geral.

INFORMAÇÕES SOBRE INVESTIMENTOS:

• Falar com Antonio Carlos pelo Fone: (35) 9902-0871
• Contato pelo MSN: mago_atpp@hotmail.com
• Pedidos de informações pelo email: mbs.instituto@gmail.com

INFORMAÇÕES GERAIS:

Aproveite para se informar sobre os outros cursos e palestras do MBS:

• Linguagem Corporal e Comunicação

• ATPP – A cura está em sua alma

• Resolução de Conflitos

• ENEAGRAMA – Os nove traços de personalidade (Quem você é?)

• Curso Completo de Programação Neurolinguística

• Formas eficazes de comunicação intrapessoal e interpessoal

• O Biorritmo e como utilizá-lo

• Palestras com temas diversos para sua empresa, instituição, partido politco ou escola.


MBS – INSTITUTO DE COMUNICAÇÃO
A INFORMAÇÃO COMO ARMA PARA O AUTO- DESENVOLVIMENTO

MBS – INSTITUTO DE COMUNICAÇÃO – CNPJ 11548514/0001-00
Rua João Soares Júnior, 65 – Centro – Poço Fundo – MG
Fone: (35) 9902-0871- email: mbs.instituto@gmail.com

PROGRAMAÇÃO NEURO LINGUISTICA - A ESTRATÉGIA PARA O SUCESSO

A Programação Neurolinguística é chamada, mesmo após tantos anos de sua criação, de "a nova tecnologia de sucesso". PNL é o estudo da excelência humana, gerador de grandes transformações e que ajuda a manter a qualidade de vida. Se alguém faz algo bem, e com sucesso,VOCÊ TAMBÉM PODE. Basta descobrir o "caminho das pedras", a estratégia utilizada.

OBJETIVO
Ampliar habilidades de comunicação e promover auto-conhecimento, desenvolvimento pessoal e profissional, utilizando o poder mental com mais eficiência, além de gerar confiança e empatia na arte de lidar com as pessoas.
Quem pratica a PNL - Programação Neurolinguística usa ferramentas, estrutura e apoio que serão usados para chegar onde quer ir na sua vida pessoal e profissional.
Em nosso curso, você tem acesso a três abordagens: linguagem, estados internos e processos cognitivos. Isto permite que uma pessoa trace metas bem formuladas, administre inteligentemente suas emoções, adquira estratégias eficazes para conseguir resultados desejados, modificar comportamentos indesejados e comunicar-se e relacionar-se melhor com os outros.
Este curso de formação básica em PNL dá condições para aplicar os conhecimentos à sua própria vida, e também para ser um agente de mudanças para outros indivíduos ou organizações.


CONTEÚDO PROGRAMÁTICO
O que é PNL, Pressupostos da PNL, Mapas e filtros, Sistemas representacionais (prática), Rapport, Espelhamento e condução, Posições perceptivas, Linguagem reativa e proativa, Estágios da aprendizagem, Estado atual e estado desejado, Crenças, Ancoras, O tempo e a PNL, Níveis neurológicos, Ressignificação, PNL e Criatividade, Construindo uma história de sucesso.

CARGA HORÁRIA
12 horas aula cada fase

FORMATO DOS CURSOS
Intercaladas: Três sábados ou três domingos semanais ou mensais (4 horas aula a cada dia)
Vivência (Inicio no sabado, às 13h, término no domingo às 15h)

METODOLOGIA
Abordagens teórico-vivenciais, uso de técnicas da Programação Neurolinguistica, dinâmicas de grupo, jogos, metáforas e outros recursos utilizados nas relações inter-pessoais.

PEÇA INFORMAÇÕES COM FORMATOS DOS CURSOS E INVESTIMENTOS NECESSÁRIOS PELO ENDEREÇO MBS.INSTITUTO@GMAIL.COM pelo fone (35) 9902-0871

APRENDA A IR ALÉM DAS PALAVRAS

LINGUAGEM DO CORPO – LINGUAGEM DA ALMA

MBS - INSTITUTO DE COMUNICAÇÃO
Fone: (35) 9902-0871
e-mail: mbs.instituto@gmail.com


Pesquisas revelaram que a comunicação baseia-se 7% no que uma pessoa diz, 38% em como diz e 55% em sua LINGUAGEM CORPORAL. Assim, para entender uma pessoa você precisa se preocupar muito mais em observar a sua postura, os seus gestos... embora ajude também entender COMO as palavras influenciam no resultado de uma conversa.
Para um olho atento e treinado, a linguagem corporal revela sinais de insegurança, mentira, confiança, desconforto ou qualquer outro sentimento. Para ouvidos treinados, frases que parecem inocentes e trazer uma ampla gama de informações, podem se revelar muito diferentes do que se propõem. Sendo o dono deste olho e deste ouvido atento e treinado, você poderá decifrar os sentimentos das pessoas e se adaptar rapidamente aos sentimentos delas, conseguindo melhores resultados na sua comunicação.
Ainda poucas pessoas têm noção da importância e do impacto que tudo isso tem na comunicação. A grande maioria reclama que sua vida amorosa está um saco porque ninguém lhes dá chance, vendedores não sabem a hora certa de apresentar seus produtos ou fechar uma venda, candidatos a emprego não percebem se estão agradando o entrevistador, e tantos outros “oh, que tristeza...”.
E isto acontece porque essa grande maioria ou nunca ouviu falar em comunicação corporal ou em Programação Neurolinguística, ou ainda não dedicou um pouco de esforço para aprender sobre estas formas de entender a comunicação e o comportamento humano. Assim, não aprenderam ainda a decifrar os sentimentos revelados em gestos, posturas e expressões faciais, bem como no que está “por detrás das palavras”.

Bem... já que você está lendo este texto, temos uma boa noticia: você não faz parte desta maioria. Você notou a importância da linguagem corporal na sua vida pessoal e profissional e ainda dedicou seu tempo para estar conosco, para esta introdução ao curso  "Linguagem Corporal e PNL", para pelo menos saber um pouco mais sobre o assunto.
Enquanto você está aqui, buscando entender como pode melhorar sua comunicação para ter mais resultados e menos desconfortos, as outras pessoas estão lá fora, no blá blá blá, acreditando em tudo o que lhes é dito e não dando a mínima para o que lhes é mostrado através de expressões e movimentos corporais.
Em outras palavras, enquanto elas provavelmente estão no caminho para se dar mal,  você está aqui descobrindo como se dar bem sempre que lidar com seres humanos.
Eu tenho tanta certeza do que digo pois já estive no grupo da maioria. Já fiz parte daqueles que usam apenas palavras para se comunicar. Quando aprendi a fazer mais do que isso, passei a acreditar mais no poder da comunicação, e a fazer de minha vida algo muito mais intenso, mais carregado de energia.
Quando se aprende a usar a Programação Neurolinguistica, um mundo de possibilidades se abre à nossa frente. Quando aprendemos a integrar o que dizemos com o que o corpo diz, e quando aprendemos a “ler” o que os outros nos dizem através do corpo, estas possibilidades ficam ainda mais carregadas de brilho.

Acredite, sei do que estou falando, pois  depois que aprendi a usar cada elemento ensinado aqui, tanto a minha atuação com grupos em palestras e cursos como o meu trabalho no jornalismo ganharam um impulso novo (que rendeu onze anos de sucesso do Jornal de Poço Fundo).

Há uma grande necessidade de as pessoas melhorarem suas habilidades de comunicação. A sua grande oportunidade está exatamente neste curso. Nele, ensinamos:

1) Como saber se as pessoas estão interessadas no que você está dizendo
2) Como saber se as pessoas estão mais abertas a concordar com você
3) Como saber se as pessoas estão pensando algo positivo ou negativo
4) Como identificar gestos e palavras que significam frustração
5) Como saber se o seu interlocutor está na defensiva ou escondendo algo
6) Como saber se os alvos de sua comunicação estão entediados ou desinteressados
7) Como saber se as pessoas estão entusiasmadas
8) Quais os sinais de confiança, autoridade e poder
9) Quais os sinais de raiva ou resistência
10) Como saber se as pessoas estão nervosas ou tensas
11) Como saber se as pessoas estão duvidando ou suspeitando de você
12) Como saber se as pessoas estão mentindo
13) Como ler a linguagem corporal sem tirar conclusões precipitadas
14) Como utilizar a linguagem corporal para apelar ao inconsciente das pessoas e criar concordância entre você e elas (O especialista Allan Pease diz que esta pode ser uma das lições mais importantes que podemos aprender sobre linguagem corporal)
15) Como descobrir se você realmente criou esta concordância (Sem concordância você conseguirá persuadir apenas se apontar uma arma para a cabeça das pessoas...)
16) Como utilizar a linguagem corporal para NEGOCIAR MELHOR
17) Como passar BOAS PRIMEIRAS IMPRESSÕES para a pessoa com quem você negocia
18) Como utilizar a linguagem corporal para CONVENCER
19) TÉCNICAS que podem lhe ajudar a AUMENTAR SUAS VENDAS
20) CIRCUNSTÂNCIAS comuns nas vendas e nos relacionamentos, e como você pode manobrá-las A SEU FAVOR
21) Como utilizar a linguagem corporal em uma AVALIAÇÃO POR TERCEIROS
22) Que POSTURA adotar durante uma ENTREVISTA
23) COMO e QUANDO utilizar GESTOS, e QUAIS são os mais indicados
24) Como se PORTAR ao ser entrevistado por um GRUPO de pessoas
25) Como fazer a LEITURA da linguagem corporal dos seus ENTREVISTADORES para descobrir como você está se saindo
26) Como fazer o NERVOSISMO trabalhar A SEU FAVOR
27) Como utilizar a linguagem corporal em APRESENTAÇÕES
28) Como identificar os sentimentos dos ouvintes e ADAPTAR sua APRESENTAÇÃO.
29) Como utilizar a linguagem corporal para CONQUISTAR AS PESSOAS
30) Como saber se o que alguém diz é verdade ou mentira apenas olhando seus olhos
31) Como analisar a interação entre duas pessoas (proximidade x afastamento)
32) Como INICIAR CONVERSAS
33) Como usar o TOQUE como ingrediente ESPECIAL
34) Como CLAREAR  a comunicação (Aprenda a fazer as perguntas certas)
35) Como HIPNOTIZAR com as palavras (Saiba como chegar ao inconsciente das pessoas)

Consegue imaginar tudo o que você poderá conseguir tendo estes conhecimentos em seu poder? Uma coisa é certa: você nunca mais agirá da mesma forma que antes. Você conseguirá decifrar os movimentos corporais das pessoas rapidamente e se adaptar a qualquer situação!
Se comunicar será uma tarefa muito mais fácil e confortável. Você terá uma compreensão melhor do que as pessoas sentem e poderá lidar com elas de acordo com isso.
O poder de decisão está em suas mãos. Você pode escolher gastar seu dinheiro em um rodízio de pizzas, ou numa boa rodada de cervejas, ou ainda num passeio, numa festa, por exemplo, mas você pode escolher investir EM VOCÊ, para entender as pessoas e lidar melhor com elas. Só você pode decidir.
Escolha uma das opções oferecidas por nosso Instituto e abra um caminho mágico para sua vida.

Sucesso! Te espero!

Antonio Carlos Rodrigues
Jornalista, Consultor de Desenvolvimento Pessoal
MBS Instituto de Comunicação

Entre em contato conosco e saiba quais são as opções que oferecemos - individuais, grupos e empresas. Também temos um curso especialíssimo para você: Hipnose Erickssoniana.

mbs.instituto@gmail.com
(35) 9902-0871

LINGUAGEM CORPORAL: QUANDO A ALMA FALA

A Linguagem Corporal utiliza a leitura dos gestos e da postura de uma pessoa para produzir uma comunicação mais efetiva. Como se sabe, a gesticulação foi a primeira forma de troca de informações entre os humanos. Com o aparecimento da palavra falada os gestos foram para segundo plano e, por isso, muitas vezes se tornaram inconscientes. Por isso, eles são um importante complemento da expressão. Quanto mais coerentes com o conteúdo da mensagem falada, melhor.
A expressão corporal é fortemente ligada ao que vai no nosso inconsciente, traços comportamentais são secundários e auxiliares. Devemos tomar muito cuidado, pois muitas vezes a boca diz uma coisa, mas o corpo fala outra completamente diferente.
Claro que é preciso entender que a linguagem  corporal sofre, naturalmente, influências culturais, sociais e ambientais. Um americano não pensa e age como um europeu, ou um asiático... Dependendo do local ou do país onde moramos, tudo pode mudar, principalmente em movimentos típicos de uma região em especial. Por exemplo, orientais em geral possuem uma tendência em levar a mão á boca em diversas ocasiões em uma comunicação.
O nível cultural influencia em três fatores predominantes, postura física, movimento físico, senso de espaço. O nível social influencia através de fatores como valores financeiros, exibicionismo, vaidade e autoconfiança.
Dominar fatores culturais, sociais, comportamentais e psicológicos criam uma sólida base para a leitura corporal.

No dia a dia

A leitura corporal é uma ferramenta de comunicação poderosa, até muito mais que a palavra, poiscria uma ligação com as informações ocultas psicologicamente. Ao levar em consideração o estado emocional da pessoa, percebemos que ela preserva as informações verdadeiras em um sincronismo com o que seu corpo nos transmite.
Com este aprendizado, aumentamos o convívio social, ampliamos nosso círculo de amizades, entendemos melhor o ser humano, aprendemos a como nos afastar ou nos aproximar de determinadas pessoas...
É também umas das opções mais eficazes em entrevistas, pré-entrevistas e avaliação pessoal, ligada diretamente a dois pontos predominantes: a conquista e a avaliação. Busca traçar objetivos comportamentais e psicológicos para executar uma boa escolha entre candidatos. A leitura corporal é usada em situações criticas ou arriscadas, onde as decisões sofrem fortes influências da falta de informação.
Para quem pratica e usa profissionalmente, a "leitura das emoções", como também é chamada, é primordial para que, quando nos encontramos com alguém que não conhecemos, mas nos avalia ou quer nos conquistar, saibamos como nos comportar e fazer com que a conversa resulte em duas frases que tanta gente deseja ouvir: “eu te amo” ou “você está contratado”.

Algumas dicas

• Mantenha-se sempre numa postura aberta ao conversar com pessoas que não conhece, mas deseja estabelecer contato ou oferecer algo. Nada de braços cruzados, fique de frente para o interlocutor, use um tom de voz firme, mas equilibrado. Pesquisas comprovam: É mais efetivo na comunicação quem mantém sempre as palmas das mãos à mostra.
• Evite invadir o espaço do outro(a) com toques não autorizados (aquele tapinha insistente no ombro para chamar a atenção enquanto fala, segurar a mão do outro(a) o tempo todo...). Só faça isso se realmente houver abertura para isso. Na dúvida, mantenha uma distância confortável, mas atenta.
• Se alguém se fechar diante de sua conversa (cruzar os braços ou as pernas, desviar o olhar insistentemente, olhar para objetos como celular, bolsa ou documentos a toda hora...), não tente oferecer nada ou mesmo apenas diga: “Tenho algo importante para te falar, mas acredito que agora não é possivel. Que tal marcarmos um momento para isso?”. No mínimo, vai obrigar a pessoa a marcar uma hora para você expor o que precisa.
• Cuidado com gestos como tapar a boca, coçar o nariz, piscar demais os olhos durante uma conversa. Estes gestos são interpretados como sinais de mentira corporal pelo inconsciente.


Aprenda!

O MBS - Instituto de Comunicação te dá a oportunidade de aprender como usar a Linguagem Corporal nos Negócios, na Educação, na Saúde e nos Relacionamentos, com o curso "Linguagem Corporal e PNL. Você pode se inscrever para novos grupos ou formar o seu para entrar neste mundo fascinante da comunicação.
Ligue (35) 9902-0871 (falar com Antonio Carlos). Peça mais dados também através de nosso e-mail: mbs.instituto@gmail.com, ou visite o site www.visionfals.com, onde você encontra também informações sobre outros cursos e palestras.

segunda-feira, 8 de novembro de 2010

OS CINCO PASSOS PARA VENCER NA VIDA

Aprenda por que algumas pessoas são naturalmente bem sucedidas enquanto outras se esforçam, mas não saem do lugar.

Na PNL, dizemos que se uma pessoa pode conseguir algo, VOCÊ TAMBÉM PODE! É exatamente disto que estamos falando ao te indicar os cinco Passos para o Poder Pessoal.
Descubra o que faz certas pessoas terem extremo sucesso e como você pode usar as mesmas técnicas para conseguir seus objetivos e alcançar seus sonhos!
Descobri este livro num de meus passeios a São Paulo, e resolvi divulgá-lo aqui. Segundo o autor, não importa se sua vida tem sido difícil e complicada, EXISTE um caminho para se tornar muito bem sucedido e VOCÊ tem a habilidade para percorrê-lo!
Você já imaginou por que algumas pessoas parecem ter nascido vencedores? O tipo de pessoa que alcança com facilidade os objetivos na carreira? O que fortalece tais pessoas a ter sucesso enquanto outros fracassam?
Você os vê na televisão, em revistas e em comerciais - pessoas que transformaram suas vidas. E você imagina - "poderia este ser eu?"  A resposta é: Sim, com certeza! - Mas é preciso ir no caminho certo.
Quem não quer ser bem sucedido? Claro que todos querem. No entanto, somente 5% da população irá alcançar o potencial para vencer enquanto 95% jamais será realmente bem sucedido!!!
O que é preciso fazer em nosso dia a dia para conseguir o sucesso? Para responder essa pergunta é necessário primeiro entender o que é "sucesso" e o que todas as pessoas de sucesso têm em comum.
As pessoas de sucesso aprenderam a controlar seus pensamentos, emoções, ações e superaram crenças auto-destrutivas. Elas descobriram (ou re-descobriram) seu espírito, missão, propósito e caminho na vida. E têm a coragem de definir objetivos e viver seus sonhos. Estas pessoas aprenderam como controlar suas vidas traçando um curso diretamente para o sucesso. Elas dominam o poder pessoal !!!

Agora você também pode libertar esse poder!

Independentemente dos talentos que elas já nasceram com, as pessoas mais bem sucedidas do mundo aprenderam a abrir as portas da riqueza, poder e felicidade porque elas usaram as chaves certas.
Todos nós sabemos que talento não garante sucesso. Nem inteligência ou educação. O mundo está cheio de pessoas espertas, cultas e talentosas que fracassaram em suas vidas.
Longas horas e trabalho duro não garantem sucesso também. Não adianta correr rápido se você está na direção errada ou não sabe onde quer chegar.
Então qual é o segredo? Por que a riqueza e felicidade chega para uns e não para outros? O que você pode fazer para mudar sua qualidade de vida? Como você pode conseguir tudo que deseja e merece da vida? E eliminar o que você não quer?
Existem segredos comprovados para o sucesso e você vai aprendê-los aqui!

Uma Vida de Sucesso Tem Direção

O que você vai encontrar ao clicar no banner existente nesta página  é o curso sobre "Os 5 Passos Para o Poder Pessoal! - Como Se Fortalecer Para Uma Vida Extraordinária", escrito por Patrick J. Ryan. É um enorme sucesso que já vendeu mais de 50 mil cópias nos EUA. E agora você também pode adquiri-lo e, acredite, de maneira barata!
Agora você pode recuperar este flamejante desejo e começar a viver a vida que você merece. A hora para você começar a conseguir tudo que quer de sua vida é AGORA! Este é um convite para conhecer o curso:   

Os 5 Passos Para o Poder Pessoal! - Como Se Fortalecer Para Uma Vida Extraordinária - por Patrick J. Ryan

É um curso revelador que te apresenta estratégias práticas para alcançar seus objetivos!
Além de todos os benefícios que já citei anteriormente, abaixo estão mais algumas das importantes técnicas que você vai aprender para viver uma vida completa, produtiva e fortalecida. Você vai aprender:

Por que passar pela vida sem ter um rumo, permitir a si mesmo que seja levado pelas forças aparentemente além de seu controle? Tenha iniciativa! Você vai descobrir aqui como:
    * Ter controle sobre seus pensamentos, emoções, ações, e destino. E como descartar crenças e atitudes auto-destrutivas.
    * Construir um modelo mais eficiente de pensamento.
    * Direcionar-se ao que realmente importa para você. Descobrir sua missão, visão e propósito na vida.
    * Aprender a definir e alcançar objetivos e a controlar seu tempo.
    * Sair para a jornada de sua vida com energias e confiança renovadas.
    * Descobrir quem você é. Avaliar seus pontos fortes, desafios, sucessos, valores, papeis e temperamento. Ter uma visão expandida do que você espera de si mesmo.
    * Aprender a agir - não apenas reagir.
    * Aprender a buscar soluções - não apenas enfrentar os problemas.
    * Aprender técnicas específicas para ajudar a retirar obstáculos e seguir no caminho que você definiu para si mesmo.
    * Manter o curso - aprender atividades de sucesso para ajudar você a manter e expandir seus ganhos.
    * Ajudar você a reforçar e se desobstruir.
    * Descobrir um núcleo de força e serenidade sempre disponíveis.
    * Ver e agir de modo mais eficiente sobre como você está pensando e o que está fazendo.

Ao adquirir Os 5 Passos Para o Poder Pessoal até o dia 13/11/2010, você GANHA o segundo curso do mesmo autor. E este é ainda mais fantástico. CLIQUE NO BANNER E CONFIRA! VOCÊ VAI SE SURPREENDER!

terça-feira, 26 de outubro de 2010

UMA PEDRA E UM "INSIGHT" - A INTENÇÃO POR TRÁS DO COMPORTAMENTO

Tudo o que eu queria era brincar de Tarzan com meus amigos. O barranco da linha férrea, nosso ponto de encontro favorito para as brincadeiras que iam de bang bang ao zorro, estava à nossa espera.
Estranhamente, meu velho não quis deixar...
Ele, na verdade, nunca se preocupou muito para onde eu ia ou deixava de ir. Achava até que nem ligava muito pra mim...mas naquele dia foi enfático. "Não vai, ou apanha".
Lembro-me bem da cena. Meu pai, já arcado pelo peso dos anos, puxando o cinto para me atingir. Eu, na minha leveza dos 11 anos de idade, saindo em desabalada carreira para encontrar minha turma. Imaginava que depois, como sempre acontecia, bastava se esconder atrás da minha mãe e... pronto, tudo estava resolvido.
Só não contava com a boa pontaria do velho...
Um pedaço de telha, jogado a uma distância de 15 metros... e lá estava eu no chão, atingido em cheio no calcanhar. O pé inchou na hora, a dor era insuportavel. Vêm meus tios correndo e me socorrem, xingam meu pai, chamam-no de louco. Eu, nos meus berros que misturavam raiva e decepção por não poder brincar, também o xingava. Ele apenas sentou-se na mesa da cozinha e começou a chorar...
"Arrependeu-se" - pensei. "Bem feito".
E ainda aumentei as cenas de dor, so pra ver o sofrimento do meu agressor ainda mais nitido.
Tive que ir ao médico, fiquei com o pé enfaixado por um mês inteiro. Não houve corte, mas a queda provocou uma leve luxação no pé, que ficou bem inchado. A raiva persistia...
Uma semana depois, uma celebração especial iria ocorrer. Era o aniversário de morte do meu irmão, que havia se afogado quando eu tinha 5 anos. De repente, senti que algo diferente tomava conta de mim. Era como se alguém me dissesse no ouvido:"Acorda"..
Via meu pai, triste pelos cantos. Ele nem me olhava, e eu às vezes imaginava que era por vergonha pela pedra atirada, mas outras percebia que não era bem essa a razão.
Comecei a me lembrar da história do meu irmão. No dia de sua morte (na mesma semana em que eu agora estava machucado) ele foi chamado por amigos para ir a uma cachoeira (nadava como ninguém). O horário era o mesmo em que meus amigos me chamaram para ir para o barrancão, que tinha cerca de 6 metros (no qual eu era craque em subidas e descidas rápidas, inclusive com cordas e cipós).
Meu pai ordenou que meu irmão ficasse, que deixasse a "comida baixar", como dissemos em nossa terra, para evitar um mal súbito na hora de nadar. Meu irmão prometeu que não entraria na água, e foi com os colegas. Ao tentar observar, do alto, se um poço oferecia risco, caiu e teve uma congestão. Morreu sem chances de socorro.
Ao lembrar de todos estes detalhes, olhei para o meu pai de novo e senti um nó na garganta. Ele estava ali, olhando para o vazio, com um cigarro de palha na mão, suspirando de vez em quando. Então percebi que o velho não era um "chato que queria impedir minha diversão", ou "um maluco que cismou de exigir obediência", mas, sim, um pai que não queria ver outro filho correndo riscos desnecessários. Não queria perder outro fiho por se omitir. Aquela pedra, dolorosa, que me fez parar e proferir vários palavrões, foi o jeito dele de me dizer: "Filho, eu não quero te perder. Eu te amo, e vou fazer o que for preciso para evitar que você se vá, como seu irmão".
A lágrima desceu como uma enxurrada do meu rosto. Me aproximei do meu pai, mancando (o pé doía pra cassete, pode acreditar), mas já com outra postura. Pela primeira vez, abracei meu velho pelas costas, enlaçando-o pelo pescoço, e dei-lhe um beijo no rosto. "Que é isso, muleque?", perguntou surpreso, e no seu jeito bronco (que não tinha como mudar mesmo..rsrsrs).
"Pai, me perdoe!".
"Perdoar, o que?".
"Por não ter entendido o senhor. Eu devia ter obedecido. Agora entendo, pai... era medo, né?"
O velho se derramou em lágrimas e confirmou o que meu coração já antecipou. "Você tem umas brincadeiras perigosas, filho. Seu irmão também era bom no que fazia, mas morreu, e hoje estamos nos preparando para mais uma missa por ele".
Dei outro beijo no meu pai e garanti: No que depender de mim, velho, pode ficar tranquilo. Vou tomar muito cuidado, com certeza, em tudo que eu fizer. Só não garanto que vou perder o medo, porque senão..., como vou continuar a ser bam-bam-bam, né?". Nós rimos.
E foi neste dia que eu entendi: Mesmo os gestos mais estranhos, mais complicados, mais chatos... podem ser encarados como gestos de amor. Claro que você não precisa aceitar os gestos, não precisa concordar com eles, mas pode, com certeza, agradecer pela intenção, compreender a pessoa que praticou o ato.
Meu pai não sabia como expressar seu amor. Era acostumado a mandar, a ser obedecido, e para ele esta era a maneira de garantir a proteção dos seus filhos. Nesta sua forma de agir, entrava, sim, a violência, mas nunca por maldade. Era um recurso, um dos poucos que ele conhecia. Se tivesse aprendido outros, com certeza os teria usado.
Por isso eu sempre aconselho a quem quer que seja: se está passando por dificuldades de relacionamento com seus pais, irmãos, parentes, ou amigos, procure sempre descobrir, primeiro: "Qual é a intenção positiva desta pessoa ao ter esta atitude?".
De repente, você acaba descobrindo que, de uma maneira nem sempre positiva, esta pessoa está apenas te dizendo: "EU TE AMO".
Dê-lhe novas opções de comportamento, rejeite as antigas, e se estes comportamentes forem muito destrutivos, procure ajuda ou se afaste, mas jamais  deixe de lado o primordial: valorize a intenção e devolva o que de melhor puder oferecer a esta pessoa.

Minha querida alma, seja fonte de compreensão, seja fonte de carinho

quarta-feira, 6 de outubro de 2010

UM CONTO SOBRE A ÉTICA

Uma história especial para este momento político em nosso país...

Certo dia, a Ética desceu do Olimpo sob a forma de uma linda mulher e dirigiu-se a um reino poderoso. Todos, ao vê-la a distância, ficavam maravilhados, achavam-na linda. No entanto, à medida que se aproximava, fechavam-lhe as portas.
A Ética tentava comunicar-se, mas em vão: ninguém queria defrontar-se com ela. Para todos, bastava sua visão , olhar de longe, enaltecer sua existência... e só!
Finalmente, acabrunhada, resolveu retirar-se. No caminho, encontrou a Verdade, que se espantou com a sua profunda tristeza:.
- Que foi, minha irmã? O que tanto a magoou?
- Cheguei em missão de paz, mas ninguém quis receber-me – disse a Ética. - Não entendo as razões porque sou rejeitada..
A verdade levantou-se, postou-se diante dela e, de maneira firme, disse:
- Olhe-me de frente!
A Ética o fez.
- Não percebeu algo interessante?- perguntou a Verdade
A Ética estava confusa. Estranhava que tanto ela como a verdade pareciam trocar reflexos enquanto se olhavam. Então a Verdade explicou:
- Eu também passo por isso que você enfrentou todos os dias, sabe porque? Porque nós somos iguais! Ninguém, nem mesmo você, minha cara Ética, foi capaz de perceber que nós duas somos espelhos. Para algumas pessoas, a pior coisa que pode acontecer é se verem refletidas em nós.

"Minha querida alma, faça de mim, hoje e sempre, um seguidor da Verdade, um discípulo da Ética".

quinta-feira, 9 de setembro de 2010

RELAXAMENTO CRIATIVO - OU SIMPLES DESCANSO

Esta é uma técnica de auto-hipnose muito eficiente para o seu dia-a-dia. Trata-se do Relaxamento de Betty Erickson, adaptado por Antonio Carlos, muito utilizado para resolução de vários problemas e para promover uma espécie de "viagem" livre do seu inconsciente. Aproveite!


quinta-feira, 26 de agosto de 2010

NEM TUDO É COMO APARENTA - É SÓ PARADIGMA

Esta história está no livro "Os sete hábitos das pessoas muito eficazes" de Steven R. Covey. Leia com atenção e depois medite um pouco sobre suas reações diante dos acontecimentos que lhe ocorrem.

"Eu me recordo de uma mudança de paradigma que me aconteceu em uma manhã de domingo, no metrô de Nova York. As pessoas estavam calmamente sentadas, lendo jornais, divagando, descansando com os olhos semicerrados. Era uma cena calma, tranqüila.
Subitamente um homem entrou no vagão do metrô com os filhos. As crianças faziam algazarra e se comportavam mal, de modo que o clima mudou instantaneamente.
O homem sentou-se a meu lado e fechou os olhos, aparentemente ignorando a situação. As crianças corriam de um lado para o outro, atiravam coisas e chegavam até a puxar os jornais dos passageiros, incomodando a todos. Mesmo assim o homem a meu lado não fazia nada.
Ficou impossível evitar a irritação. Eu não conseguia acreditar que ele pudesse ser tão insensível a ponto de deixar que seus filhos incomodassem os outros daquele jeito sem tomar uma atitude. Dava para perceber facilmente que as demais pessoas estavam irritadas também. A certa altura, enquanto ainda conseguia manter a calma e o controle, virei para ele e disse:
– Senhor, seus filhos estão perturbando muitas pessoas. Será que não poderia dar um jeito neles?
O homem olhou para mim, como se estivesse tomando consciência da situação naquele exato momento, e disse calmamente:
– Sim, creio que o senhor tem razão. Acho que deveria fazer alguma coisa. Acabamos de sair do hospital, onde a mãe deles morreu há uma hora. Eu não sei o que pensar, e parece que eles também não conseguem lidar com isso.
Podem imaginar o que senti naquele momento? Meu paradigma mudou. De repente, eu vi as coisas de um modo diferente, e como eu estava vendo as coisas de outro modo, eu pensava, sentia e agia de um jeito diferente. Minha irritação desapareceu. Não precisava mais controlar minha atitude ou meu comportamento, meu coração ficou inundado com o sofrimento daquele homem. Os sentimentos de compaixão e solidariedade fluíram livremente.
– Sua esposa acabou de morrer? Sinto Muito. Gostaria de falar sobre isso? Posso ajudar em alguma coisa? – Tudo mudou naquele momento.

Depois que sai do trem, me pus a refletir sobre o que aconteceu, e tomei consciência que muita gente passa por uma experiência fundamental similar de mudança no pensamento, quando enfrenta uma crise séria, encarando suas prioridades sob nova luz. Isso também acontece quando as pessoas assumem repentinamente novos papéis, como marido, esposa, pai, avô, gerente ou líder".

Steven R. Covey

Pois é... Você já passou por mudanças assim, e continuará passando.
Esteja sempre pronto a ampliar o seu "mapa". O mundo nem sempre é como você o representa.

segunda-feira, 23 de agosto de 2010

METÁFORA DO DIA: O TOLO SÁBIO

Todos os dias aquele senhor ia esmolar na feira, e as pessoas adoravam vê-lo fazendo o papel de bobo. Eles aplicavam o seguinte truque: Mostravam duas moedas, uma valendo dez vezes mais que a outra. O pobre mendigo sempre escolhia a menor. A história corria por toda a região, e chegou a fazer a fama do homem.
Dia após dia, grupos de homens e mulheres mostravam as duas moedas, e ele sempre ficava com a menor. Até que apareceu um senhor generoso, cansado de ver o pedinte sendo ridicularizado daquela maneira. Ele o chamou a um cantinho pra conversar, e lhe disse:
- Sempre que lhe oferecerem duas moedas, escolha a maior. Assim terá mais dinheiro e não será considerado idiota pelos outros.
O mendigo lhe respondeu:
- O senhor parece ter razão, mas se eu escolher a moeda maior, as pessoas vão deixar de me oferecer dinheiro, para provar que sou mais idiota que elas. O senhor não sabe quanto dinheiro já ganhei, usando este truque.
E cheio de sabedoria acrescentou:
- Não há nada de errado em se passar por tolo, se na verdade o que você está fazendo é inteligente. Às vezes, é de muita sabedoria se passar por tolo e é muito melhor passar por tolo e ser inteligente do que ter inteligência e usar para fazer tolices.
Pois é..."Os sábios não dizem o que sabem, os tolos não sabem o que dizem!"

Autor desconhecido

segunda-feira, 16 de agosto de 2010

UMA CORRENTE PELA PAZ


A semana passada foi uma das mais tristes para muitas familias. Foi também a que mais chamou a atenção da Imprensa para uma forma de violência que assusta, mas parece aumentar a cada dia: os crimes por motivos fúteis, assassinatos por questões banais. Uma mulher foi morta porque chamou a atenção de uma criança por ela ter cuspido nos outros em um shopping. A tia não gostou e, com outras três, a espancaram. Um homem foi assassinado só porque seu carro atingiu o retrovisor de outro. Levou um tiro após reclamar por ter o filho baleado pelo assassino. Nem os apelos da familia impediram o ato insano do atirador.
Uma esposa traida perguntou a uma adolescente se ela sabia quem estava tendo um romance com o marido. A menina disse que não sabia, mas o simples ato de conversar com a mulher fez com que as amigas da suposta amante espancassem a garota. Ela morreu após agonizar por um mês.
Um marido deu três facadas na esposa simplesmente porque ela cortou o cabelo. Para ele, o ato foi uma forma de lhe mostrar que ela não o respeitava, pois achava que tudo foi feito apenas para chamar a atenção de outros homens.
Um menino tentou pegar uma pipa que havia caido no quintal de um vizinho. Foi preso dentro da casa do sujeito e enforcado durante uma sessão de espancamento.
Um rapaz quase esbarrou numa mulher grávida, quando corria para pegar o ônibus. Pediu desculpas, as desculpas foram aceitas, mas um homem que viu os fatos simplesmente telefonou para um assassino, que entrou no ônibus e atirou várias vezes contra o jovem, que tinha apenas 16 anos.
Muitas explicações são dadas para fatos como estes, e tantos outros que ocorrem no dia-a-dia do Brasil e do mundo. Jogam a culpa no estresse, na falta de recursos financeiros, na constante guerra pela sobrevivência... Muitos nem sequer se lembram que todas estas justificativas passam por apenas uma: Nós nos tornamos máquinas de ganhar (ou perder) dinheiro, e não aprendemos a ser simplesmente HUMANOS. Não buscamos nos entender (a si mesmos primeiro, porque senão não conseguimos entender ninguém), não procuramos fazer uma viagem interior para compreender e controlar nossas emoções... Vivemos em função do que pede a sociedade, que impõe suas regras e não se importa com a vida, com o amor, com as vivências de cada um.
Somos todos responsáveis por tudo que está acontecendo, mesmo que não aceitemos este fato.
O mundo é o que acontece nele é reflexo do que somos, do que pensamos, do que vivemos, do que acreditamos. Mesmo que inconscientemente, promovemos atos como os descritos acima e até piores, porque no fundo, no fundo, já achamos "normal" que insanidades assim aconteçam.
Por isso, é hora de assumir nossas responsabilidades!
Como? Vamos sair por aí protestando contra a violência com faixas e cartazes, pedindo providências às autoridades?
Não... mesmo porque não adianta pedir providências para os outros quando nossas mentes continuam a produzir o ambiente ideal para o aumento da violência.
As dicas que ofereço são apenas duas, e podem ser feitas na tranquilidade de sua casa, nos momentos em que você quiser.
A primeira delas é simplesmente se entender. Começar a prestar atenção em suas emoções, em como se deixa levar por elas, e passar a aceitá-las como parte de seu ser, mas com a certeza de que você é o unico (a unica) que tem controle sobre elas, e não elas sobre você. Quando você decide agir negativamente com base em uma emoção, o faz por decisão própria, e não por "uma força maior". Por mais violenta que seja uma emoção (que muitos advogados até apontam como justificativa para crimes), ela não tem o poder de interferir na sua capacidade de decidir o que é melhor para si e para os outros. Se você decide agredir, ferir, matar... é porque pensa que isso vai lhe trazer algo de bom (ou seja, é egoismo puro).
A segunda vem do Ho´oponopono, esta técnica havaiana maravilhosa que nos ensina a assumir a parte que nos cabe de responsabilidade pelo que acontece à nossa volta. Com base na oração básica do Ho´oponopono, resolvi iniciar uma corrente pela paz.
Cada vez que vejo, ouço ou acompanho um caso de violência (e como repórter isso é muito comum no meu dia-a-dia), digo para mim mesmo, olhando firme para as pessoas envolvidas na matéria ou para os que estão à minha frente no caso que vou registrar: "Divino Criador, Pai, Mãe, Filho em Um, limpe em mim o que estiver contribuindo para este problema (a briga, o assassinato, o furto...). Sinto muito, me perdoe, te amo, sou grato".
Todos os dias, na hora em que acordo, ao meio-dia em ponto e na hora de dormir, a oração tem algumas mudanças nas palavras, mas o mesmo sentido. "Divino Criador, Pai, Mãe, Filho em Um, limpe em mim o que estiver contribuindo para a violência em minha cidade, no Brasil e no Mundo. Sinto muito, me perdoe, te amo, sou grato". Repito esta oração por um minuto, e depois retomo as atividades ou me deito para descansar.
Como vê, não é nada dificil. Se um médico conseguiu curar praticamente um pavilhão inteiro de um hospital psiquiátrico onde só ficavam criminosos cruéis, porque nós não conseguiríamos mudar o mundo? Eu acredito, e peço que você também acredite: NÓS PODEMOS!
Faça esta oração todos os dias, junte-se a nós (outros amigos já aderiram à proposta) nesta batalha pela Paz, e vamos limpar em nós tudo que provoca tanta negatividade, para carregar o mundo de positividade.

"Minha querida alma, seja fonte de equilibrio. Minha querida alma, seja fonte de PAZ!".

...............................................................................................................................................................

quarta-feira, 28 de julho de 2010

HOJE É DIA DE LIMPEZA

Sabe aqueles dias em que a gente acorda e decide dar uma faxina geral em nossa casa? Quantas vezes fazemos isso com nossas próprias vidas?

Pois é... estava precisando fazer uma faxina em mim. Jogar alguns pensamentos indesejados para fora, lavar alguns tesouros que andavam meio enferrujados..
Tirei do fundo das gavetas lembranças que não uso e não quero mais.
Joguei fora alguns sonhos, algumas ilusões... Papéis de presente que nunca usei, sorrisos que nunca darei; Joguei fora a raiva e o rancor das flores murchas que estavam dentro de um livro que não li. Olhei para meus sorrisos futuros e minhas alegrias pretendidas... E as coloquei num cantinho, bem arrumadas.
Fiquei sem paciência!... Tirei tudo de dentro do armário e fui jogando no chão: Paixões escondidas, desejos reprimidos, palavras horríveis que nunca queria ter dito, mágoas de um amigo, lembranças de um dia triste... Mas lá também havia outras coisas... e belas!
Um canário da terra cantando na minha janela... aquela lua cor-de-prata, o pôr do sol!... Fui me encantando e me distraindo, olhando para cada uma daquelas lembranças. Sentei no chão, para poder fazer minhas escolhas.
Joguei direto no saco de lixo os restos de um amor que me magoou. Peguei as palavras de raiva e de dor que estavam na prateleira de cima, pois quase não as uso, e também joguei fora no mesmo instante!
Outras coisas que ainda me magoam, coloquei num canto para depois ver o que farei com elas. Talvez as esqueça lá mesmo, mas imagino que melhor será mandá-la para o lixão.
Aí, fui naquele cantinho, naquela gaveta que a gente guarda tudo o que é mais importante: o amor, a alegria, os sorrisos, um dedinho de fé para os momentos que mais precisamos... como foi bom relembrar tudo aquilo!
Recolhi com carinho o amor encontrado, dobrei direitinho os desejos, coloquei perfume na esperança, passei um paninho na prateleira das minhas metas, deixei-as à mostra, para não perdê-las de vista.
Coloquei nas prateleiras de baixo algumas lembranças da infância, na gaveta de cima as da minha juventude e, pendurada bem à minha frente, coloquei a minha capacidade de amar... e de recomeçar...


Agora, estou sentado em minha poltrona, admirando, ainda que por alguns minutos, a bela obra de limpeza que fiz em minha vida.
Está aí ainda? Prestando atenção no meu trabalho interior?
Obrigado, mas melhor mesmo é experimentar a mesma sensação. Que tal começar a sua limpeza?
Faça isso agora, pois pode não haver tempo amanhã.

quarta-feira, 14 de julho de 2010

A LIÇÃO DO PESCADOR

Você é do tipo que passa 24 horas pensando em como ganhar dinheiro para "um dia poder curtir a vida"?
Preste atenção no que aconteceu numa cidade do Litoral Paulista. Uma história que mudou a vida de um milionário do ramo da pesca.

"Um rico empresário do ramo da pesca resolveu pegar sua lancha e dar um passeio pelo mar. Ele queria, além de fiscalizar o trabalho de seus vários barcos e empregados, avaliar o tamanho de sua riqueza.
Viu os barcos em ação, os pescadores no trabalho duro, e já pensava em como comprar novos pesqueiros. 'Do jeito que vão os negócios, tenho tudo para ficar ainda mais rico', pensava,  já fazendo contas em sua cabeça.
Olhou no relógio. Eram três horas da tarde. Tinha prometido que iria ver o filho jogar futebol no torneio da escola, mas o trabalho, ah, esse trabalho, não deixou. Tentou ligar para o garoto, para explicar, mas o pequeno não quis nem saber. Não foi a primeira pisada na bola. Se sentiu culpado, mas, fazer o que? Era para o bem do garoto mesmo que ele trabalhava tanto.
Enquanto tentava fazer a ligação, olhou para algumas montanhas, perto de uma mata. Um barco estava atracado nas proximidades das rochas, e um homem tirava uma soneca, com o chapéu descido no rosto, enquanto uma vara de pescar robalos estava na espera. O empresário não se conformou. Sabia que o homem não era seu empregado, mas não suportava ver gente à toa.
Resolveu fazer a sua parte para "ajudar o homem a crescer". Dirigiu sua lancha até o local.
- Eeeei! - gritou.
O rapaz retirou o chapéu do rosto, olhou para baixo.
- Pode falar, amigo!- respondeu.
- Você não tem que trabalhar? Ainda há tempo para pegar muitos peixes, rapaz!
- Ora, moço, eu já pesquei o que precisava de manhã. Vendi o que precisava vender... Volto pra lida amanhã cedo.
- Mas, você é burro?
- Eu, burro? Porque?
- Porque você poderia pegar este seu barco e pegar mais peixes...
- Mais peixes... pra que?
- Pegando mais peixes, você consegue ganhar mais dinheiro.
- Ah... sei, mais dinheiro. pra que?
- Com mais dinheiro, você pode comprar mais barcos, contratar outros pescadores.
- Hummm... é uma idéia interessante. Mas, pra que?
- Ora, desta maneira, você pesca mais, e vende mais, e ganha mais dinheiro, e fica rico como eu fiquei.
- Ah, é isso? Legal, moço. Parabéns pela sua riqueza. Mas... pra que?
- Hein! - o empresário já estava exasperado pela falta de ambição do pescador - Ora, seu burro! Com muito dinheiro no bolso, você pode finalmente curtir a vida!
- Curtir a vida? Aaaaahhhh...- disse o pescador. E com tranquilidade recostou na montanha novamente. - Olha, moço: eu trabalho de manhã, ganho muito dinheiro, depois levo meu menino pra escola, depois venho pra cá pescar robalos, e se pegar, tudo bem... senao, tudo bem também... O importante é que dá tempo de eu ir ver meu menino jogar bola, assistir as apresentações de minha menina, e ainda brinco com eles depois da aula. E quanto a curtir a vida... ora essa, isso eu já faço!
Diante do estupefado empresário, o pescador puxou novamente o chapéu para o rosto, deu uma boa espreguiçada e completou: - Quem é burro nesta história, hein?"
Fica aí a lição.

terça-feira, 13 de julho de 2010

O QUE É PNL

Sem dúvida, as perguntas que eu mais respondo em e-mails estão relacionadas ao que significa e o que faz a PNL  -  Programação Neurolinguistica.
Claro que envio respostas técnicas, que por mais simples que sejam acabam se tornando enfadonhas.
Então, resolvi contar esta pequena história, que ouvi num dos cursos dos quais participei quando estava em formação nesta área tão fascinante.

"O garotinho chega até a mãe, depois de ouvir uma longa conversa entre o pai e o seu patrão sobre a Programação Neurolinguistica..
- Mamãe, o que é PNL? - perguntou, curioso.
- Já a mamãe responde, filho. Me faz um favor antes? Vá até o seu avô e pergunte como está o nervo ciático dele.
O garoto foi imediatamente até onde estava o avô e fez a pergunta que a mãe ordenara.
O velho fez uma careta de dor, se mexeu no sofá, e respondeu: - Cada vez pior, meu neto. Sinto pontadas o tempo todo, não consigo nem sentar e nem andar direito, e isso fica pior ainda quando está frio. Puxa, que sofrimento! - disse, com um olhar triste.
O garoto deixou o avô, que ficou ali, gemendo.
- Pronto, mamãe, o vovô disse que não está muito bem. Mas o que é PNL?
- Espera, fiho. Volte lá e pergunte para seu avô qual foi a coisa mais engraçada que você já fez.
O garotão, lépido, voltou à sala da TV. - Vovô, qual foi a coisa mais engraçada que eu já fiz?
Passou uma espécie de raio de luz pelo rosto do velho. - Ah, foi muito engraçado quando a gente estava num parque, tomando sorvete, e você começou a se lambuzar todo porque cada vez que se sujava ouvia as pessoas dizerem que você era muito fofo. Então um homem que estava perto disse que você devia parar de se lambuzar, lembra? Você respondeu: "Se voxe xe lambujaxi qui nem eu, num tinha essa cara feia"!. - E o velho gargalhou. Ficou, depois, lembrando outras estrepolias do neto querido.
- Pronto, mãe... - disse o garoto após o retorno à cozinha - E aí, vai responder minha pergunta?
- Você mesmo já viu, filho. E você fez PNL agora.
- Como é que é?
- Quando você perguntou ao seu avô sobre seus problemas, ele entrou no jogo e agiu como um doente: arqueou o corpo, começou a gemer, fez cara triste. Quando você perguntou sobre coisas engraçadas que você fez, ele esqueceu da doença e endireitou o corpo, sorriu, buscou lembranças boas...Isso é PNL: Saber que cada um tem seu mundo, e conduzí-los sempre a viver no melhor de suas experiências.
O garoto decidiu então que a partir daquele momento iria procurar sempre pensar em coisas boas, e que tomaria muito cuidado com o que falaria para as pessoas que amava".

------------------------------------------------------------------------------------

sexta-feira, 9 de julho de 2010

CASO BRUNO - O QUE VOCÊ AVALIA: A "CAPA" OU O "RECHEIO"?


Nos últimos dias, o "caso Bruno" tem prendido a atenção de todos aos telejornais, rádios, internet, imprensa escrita e todo e qualquer meio de comunicação (inclusive o "jornal fofocal", o "Besteiragens News" e outros que nao tem dono, não tem redação mas estão na boca do povão). O mais interessante nesta história, depois de todo o horror produzido pelo grupo assassino do goleiro, é a forma como são questionadas as suas atitudes.
Entenda: Não estou falando do fato que as pessoas em geral (inclusive este que vos escreve) se revoltaram com o crime, ficaram enojadas, com raiva, tristes e toda forma de sentimento negativo, mas dos motivos nos quais pautam esta revolta.
Quase todo mundo que comenta a história, cita a riqueza, a fama e o sucesso do goleiro como principais motivos para a "surpresa" que tomou a todos de assalto por conta do crime. "Porque ele pôs tudo a perder? Porque matar se poderia pagar o que ela pedia? Porque arriscar uma vida de luxo, de sucesso e de grandeza por 3, 4 mil reais?". Incrível como quase ninguém sequer se lembra de que o crime vitimou uma mulher, que em toda esta história há uma criança de apenas quatro meses envolvida sem nem mesmo ter consciência disso, e várias familias (tanto a do goleiro como a da vítima e as dos envolvidos no ato cruel) tiveram suas vidas totalmente transformadas por este ato insano. Só se preocupam com o fato de o principal suspeito ser "um dos idolos da maior torcida do Brasil".
Isso, sim, me preocupa, e muito!
Preocupa porque mostra que o sistema conseguiu, de maneira quase (graças a Deus, quase) irreversível, instalar o virus da aparência exterior, da medição de caráter pelas posses, posição social ou sucesso que se tem. Nosso mundo globalizado e tecnicista está vencendo de goleada a necessidade de auto-conhecimento, de interesse pelo próximo, de se valorizar o ser HUMANO.
Vivemos num sistema onde tudo é avaliado pela "capa": a roupa que vestimos, a beleza fisica (por isso tantos cirurgiões plásticos estão milionários e um dos negócios mais rentáveis é a montagem de uma Academia), o carro que usamos, a mansão que possuimos (ou não, como é o meu caso), a conta bancária... quando esta capa vem também com as cores da fama e do sucesso, então, fica ainda mais atraente. O que ninguém avalia é o "recheio", ou seja, a pessoa que está por trás, por dentro ou simplesmente tomada por tudo isso.
Não estou aqui para fazer um tratado psicológico sobre os envolvidos neste crime bárbaro, mas para expressar a todos, ou pelo menos aos que lerem este post, o quanto é preocupante ver que nosso espanto, nossa surpresa e até nosso asco contra tudo isso se dá pelos motivos errados. Perguntamos porque uma pessoa RICA, marcada pelo SUCESSO, FAMOSA faz este tipo de coisa, e esquecemos de um detalhe que faz toda a diferença: que assim como nós, elas são GENTE, o bicho mais imprevisível e mais sujeito a desequilibrios da face da terra (senão do Universo, até que me provem o contrário).

PS: Algumas pessoas se revoltam quando chamo os envolvidos neste caso de "GENTE". "São animais insensiveis", dizem. No entanto, não ofendamos os pobres animais. Já viu uma onça matar porque a outra é mais bonita? Ou um leão abandonar seus filhotes (ou ainda matar a leoa, mãe deles)? Um cachorro abandona seu dono, morador de um casebre, para trocá-lo por alguém que conheceu ontem, apenas porque esta outra pessoa mora numa mansão? Os animais são melhores que nós. Não têm preconceitos e não sabem esconder quando gostam ou não de algo.
Nós, os safados "humanos" é que agimos assim, ok?


Se tirarmos o dinheiro, o poder, a fama destas pessoas, o que sobra? Você os avaliaria de forma diferente? Ou simplesmente os ignoraria? Se fosse um favelado, um assalariado, um gari, empregada doméstica ou algo parecido, toda esta história faria mais sentido? Talvez nem tivesse chance de se perguntar, porque o caso não seria alvo da mídia.
Em primeiro lugar, se dinheiro, cargo ou posição social revelasse quem é de fato uma pessoa, não teriamos padres ou pastores pedófilos, advogados cortadores de cabeça, politicos ladrões, policiais assassinos/traficantes, procuradoras da república que torturam crianças, filhos de delegados e empresários de sucesso que estupram meninas de 14 anos... e nem atletas psicopatas.
Mesmo assim, insistimos e basear nossas avaliações sobre os outros geralmente nestes "certificados de pedigree".
Os grandes golpistas da atualidade sabem disso. Quantos não se apresentam nos sites de relacionamento mostrando suas "credenciais" de milionário ou pelo menos de poder (tendo-os ou não) para conquistar "um grande amor", e depois roubam ou mesmo MATAM as incautas vitimas, que se apaixonam pelo envelope e não leem a carta que vem dentro dele? Quantos politicos não se apresentam como pessoas honestas, bem-sucedidas, inteligentes, formado nisto ou naquilo, e depois são alvos de matérias que os apontam como corruptos, assassinos, ladrões... Os golpistas sempre conseguem conquistar suas vitimas, e os politicos acabam eleitos porque? Porque NÓS pensamos do jeito que eles querem que a gente pense, porque nós também acreditamos no poder, na fama, no sucesso, e os buscamos como sinônimos de "FELICIDADE".
Nem pensamos que, independente de dinheiro, casa, carro, posição social ou algo parecido, estamos sempre diante de seres humanos, cujas mentes estão sujeitas a traumas, manias, doenças... que têm um coração sujeito a emoções negativas, mágoas, tristeza, raiva... que passam por uma educação que pode conduzí-las a serem pessoas maravilhosas ou monstros. Você, eu, o Bruno, o Macarrão, o casal Nardoni, o Guilherme de Pádua, a Suzane von Richthofen não somos diferentes na essência. Nós também podemos ser tão ou mais cruéis que cada um destes criminosos famosos. Mas pode apostar que muita gente abriu as portas para eles pelo que possuiam, e não fariam o mesmo por "gente como a gente". No abrir esta porta, quantos não correram sérios riscos...?
Não foi isso que fez a jovem Eliza, que via no glamouroso mundo do futebol tudo o que "ela sempre sonhou"? Não foi por isto que ela se envolveu com o goleiro? E por fim, não foi esta a causa de sua morte? Agora a defesa dos "bem sucedidos" assassinos querem transformá-la em uma "reles"garota de programa, conhecida por Bruno numa orgia. E o que ele estava fazendo lá? (Não respondam...rsrsrs). O que estes advogados nem imaginam é que esta garota apenas procurava, como tantas pessoas deste mundo, a tão sonhada felicidade. E, como tantas outras, procurava no lugar errado, com as referências equivocadas. Ela se encantava com mitos, não com as pessoas. O mito a seduziu, e a pessoa por trás do mito a matou.
Se ela soubesse se relacionar com gente, saberia que o melhor seria ficar distante deste rapaz, que também procurava ser feliz, mas seus conflitos, sua história de vida, as mágoas geradas pelo abandono dos pais e tantos outros infortúnios não deixavam. Nem toda a fama do mundo consegue suprir uma alma dilacerada pelas memórias negativas.
Só quem busca o pleno conhecimento de si consegue o milagre do autocontrole. Bruno sabe muito bem como defender gols, mas não tem a menor idéia de como é por dentro, de como reagir às adversidades, de como superar contrariedades.
No dia em que cada pessoa deste mundo der mais valor a si mesma, no dia em que valorizar o autoconhecimento em primeiro lugar, e não fatores externos, no dia em que souberem como lidar com seus próprios monstros internos, e não tentá-los sufocar com luxo, riqueza, bebida, comida, posses em geral, aí sim, teremos um mundo bem mais feliz, mais justo, com mais paz.
Os crimes cessarão? Talvez sim, talvez não... mas pelo menos ocorrerão em menor escala, e antes mesmo que a mídia dispute audiência para tentar explicá-los, todos já terão plena consciencia dos porquês presentes no fato. Quando nos conhecemos, conhecemos aos outros.

Outro PS: Vale dizer que ninguém aqui é contra a riqueza, uma boa vida, a alegria de se poder pagar pelo que se deseja ter ou fazer. Só acreditamos que o que faz uma pessoa realmente feliz não está nestas coisas, mas em sua capacidade de se compreender, se aceitar, se perdoar... e isso é que deveria torná-la especial também para os outros.


Que se faça justiça no "caso Bruno". E que tiremos desta história lições para nossas almas.

"Minha querida alma, seja fonte de autoconhecimento, autocontrole e, acima de tudo, amor próprio"

terça-feira, 6 de julho de 2010

O BIORRITMO E A DERROTA DA SELEÇÃO

 Como os ciclos biológicos dos jogadores da seleção canarinho podem ter influenciado na tragédia ocorrida contra a Holanda, e como poderia ter sido evitada.

Após a derrota do Brasil para a Holanda, foram muitas as tentativas de explicação para a tragédia. Psicólogos foram ouvidos, técnicos, comentaristas (muitos deles com uma alegria incontida por dentro, pois é melhor estar certo do que ser feliz)... todos elencavam suas teorias, davam suas "aulas de conhecimento de futebol".
Quando alguns amigos começaram a comentar sobre o triste resultado daquela sexta-feira, e quando me perguntaram se concordava com as explicações dadas para o fato, eu disse que não.
"O que você acha que aconteceu então?" Me perguntaram.
Me lembrei então das reações de jogadores como Robinho, Kaká... a falha de Júlio César... e não tive dúvidas: "Biorritmo", disse, simplesmente.
Naturalmente, meus amigos ficaram de orelha em pé e um monte de interrogações no alto da cabeça, rondando-as como satélites em torno de um planeta. Embora seja antiga e altamente eficiente no levantamento das potencialidades humanas em momentos determinados, o Biorritmo é pouco conhecido.
Não resisti e resolvi postar algo sobre isso aqui, em nosso blog Palavras Mágicas. O post é um pouco longo, de fato, mas vale a pena ler até o fim. Depois, se quiser saber como fazer para usar esta ciência em seu beneficio, entre em contato comigo: 9902-0871 ou mbs.instituto@gmail.com.

Deixe-me, primeiro, fazer uma sintese desta ciência interessantissima.

O biorritmo é uma garantia para lidar melhor com suas atitudes e entender porque, às vezes, a gente acorda de mau humor, ou cansado, ou sem muitas idéias...
Tem dias que nada parece dar certo. Acordamos cansados, carregando o mundo nas costas, com preguiça mental e sem ânimo para nada. Até mesmo fazer uma simples conta ou lembrar de um nome passa a ser um sacrifício.
Há outros em que ficamos de mau humor e agredimos alguém sem querer ou nos magoamos com uma simples palavra. Esse comportamento de ar de TPM,  mas ... não é.
Todos esses fenômenos podem acontecer com qualquer pessoa porque nós somos regidos por ciclos com alguns períodos de energia negativa e positiva, chamados de biorritmo ou ciclo biológico.
Para aproveitar seus dias positivos, ou se preparar melhor para os dias negativos, precisamos avaliar o estado dessas energias. Isso é feito pelo estudo individual da data do nascimento, onde é possível detectar os melhores e piores dias de cada pessoa no ritmo físico, emocional e intelectual.
Sabendo como está o nosso “relógio biológico” podemos direcionar e desempenhar melhor nossa vida, através das atividades profissionais e de lazer.
Com base nesta ciência, professores marcam provas, times mudam jogadores, lutadores de box marcam suas lutas... Tem uma ampla gama de possibilidades.

Os três ciclos básicos (e como estavam os jogadores em relação a cada um deles).

CICLO FÍSICO
O Ciclo Físico se processa a cada 23 dias, controlando nossa energia vital.
É gerado através de nossas células musculares e seus efeitos são sentidos na vitalidade física e disposição para realizar tarefas que necessitem de nossa força muscular.
Em sua fase positiva nos proporciona uma sensação de bem estar, mais disposição física, e conseqüentemente ficamos mais resistentes a doenças e/ou viroses. Na sua fase negativa, dá aquela moleza e uma vontade de não fazer nada, além de favorecer erros (como o de Julio Cesar).
Esse ciclo não mostra como está nossa saúde, mas indica a fase em que ela se apresenta mais propensa à debilidades, cansaços e como vamos nos comportar diante de uma situação.
Portanto é fundamental na área médica, para marcar exames, cirurgias, um simples tratamento dentário ou a favorabilidade para um bom diagnóstico. Na sua fase positiva, nosso organismo irá responder bem melhor a qualquer intervenção na área médica que seja necessário.
Para um atleta, nas fases positivas favorece um desempenho melhor em competições esportivas ou mesmo em um treinamento. Nas academias, os exercícios podem ser “dosados” de acordo com o biorritmo de cada aluno.
Jogadores: Júlio César, o nosso goleiro, estava na fase negativa deste ritmo. Daí pode se explicar a falha no primeiro gol da Holanda. Robinho, Maicon, Luis Fabiano, Lúcio, Gilberto Silva e Juan também estavam no negativo. Os demais estavam na fase positiva, mas há outros fatores que se seguirão abaixo.

CICLO EMOCIONAL
O Ciclo Emocional se processa a cada 28 dias, e controla a nossa sensibilidade, sentimentos, emoções e o temperamento, sempre dependendo das situações em que nos encontramos.
É gerado através de nossas células nervosas e seus efeitos são sentidos na nossa estabilidade emocional, capacidade de aceitar situações com maior controle e motivação interior.
Em sua fase positiva seus efeitos são percebidos no maior controle de nossas emoções e na estabilidade dos relacionamentos com as pessoas em geral, favorecendo assim que sejam tratados nessa época todos os assuntos de cunho emocional, seja de ordem afetiva, familiar ou profissional.
Na sua fase positiva, o humor, a paciência, a sensualidade e os nossos sentimentos estão em alta.
Já na sua fase negativa estaremos com uma tendência a um temperamento depressivo, irritável e de intolerância.
Devemos lembrar que este ritmo é um dos mais importantes que possuímos, pois interfere diretamente aos ciclos físico e intelectual tornando-se coadjuvante e devendo ser analisados em conjunto.
Este ritmo enfim tem a capacidade de interferir de forma consciente todo o nosso metabolismo interno, processando no nosso intelecto e no nosso físico o que nossa emoção determina.
Médicos, físicos e cientistas já constataram que quando esse ciclo se equilibra transfere essa sensação para os outros ciclos permitindo um resultado positivo em qualquer outra área.
Jogadores: Juan, Nilmar, Maicon, Luis Fabiano, Robinho e Gilberto Silva estavam em plena fase negativa do emocional. Os demais estavam no positivo. Daí se explica os destemperos de Kaká e de Robinho (mesmo porque eles estavam no "auge negativo", como explico em outro tópico abaixo).

CICLO INTELECTUAL
O Ciclo Intelectual se processa a cada 33 dias e controla a nossa capacidade de raciocínio.
Ele é gerado através de nossas células cerebrais correspondentes ao hemisfério esquerdo, e seus efeitos são sentidos em nossa capacidade de raciocínio, rapidez na compreensão e lógica.
Porém ele não mede a nossa inteligência, apenas indica as fases favoráveis e desfavoráveis respeitando sempre o potencial de cada um. É certo afirmar que apesar desse fator importante, podemos e devemos ampliar nossa capacidade intelectual, pois esse é um dos objetivos desse trabalho.
Em sua fase positiva registramos uma percepção mais aguçada somada a uma capacidade bem maior de concentração, memorização, expressão e entendimento, favorecendo a tomada de decisões importantes.
Em sua fase negativa, compromete nosso cérebro nos trazendo uma tendência a uma difícil concentração, baixa capacidade para julgar, analisar e tomar decisões, podendo ocasionar deslizes em nossa área profissional.
No Japão este ritmo é muito utilizado pelos executivos em grandes decisões de negócios. Para quase todas as atividades profissionais esse ciclo atua de forma direta. Nos estudos deve-se sempre concentrar a realização de nossas tarefas envolvendo lógica em nossas fases positivas.
Jogadores: Gilberto Silva, Daniel Alves, Robinho, Maicon, Lúcio, Juan e Michel Bastos estavam na fase negativa do Intelectual. Não é mesmo estranho que estas pessoas, sempre criativas, não tenham conseguido criar nada diferente, e que o passe para o gol de Robinho tenha partido de Felipe Melo?

IMPORTANTE: Os ciclos analisados são levados em conta uma situação biológica normal.
A análise de uma pessoa que fuma e/ou faz uso de remédios controlados ou mesmo possui um sono irregular jamais será a mesma. Os fatores externos devem sempre ser levados em conta em cada análise. Atente para este detalhe.

DIAS CRÍTICOS
São os dias em que ocorre uma mudança de fase em qualquer ciclo (do positivo para o negativo ou vice-versa),isto é, quando nossa pontuação está “Zero”, e que biologicamente falando, esses dias ou bem próximo deles estamos mais propensos à ocorrência de um acidente, provocado por falha humana.
Analogicamente, o Dia Crítico corresponde a um túnel escuro e cheio de irregularidades que oferecem perigo, em que temos que passar dirigindo um automóvel com muito mais cuidado, passando do dia claro(positivo) para a noite (negativo), o mesmo acontecendo no processo inverso.
No Japão, profissionais que trabalham em sistema de escala, principalmente à noite, tem suas escalas alteradas, assim como pilotos de avião que não levantam vôo nesse dia. Nas grandes empresas, quando um funcionário está em dia crítico ele é alertado para redobrar a atenção em suas tarefas. Em empresas de aviação, metrô, transporte coletivo em geral o funcionário não trabalha pois o risco de acidente é grande.
No Brasil, levantamento feito pelo Ministério dos Transportes, confirmou que 90% dos acidentes de trânsito ocorrem por falha humana, 4% mecânica e 6% por condições das estradas.
Pesquisas no mundo inteiro, inclusive em Universidades, comprovam que de 70 a 90% dos acidentes ocorrem em DIA CRÍTICO e estão diretamente relacionados a uma falha humana.
Muitas pessoas pensam que o dia crítico é um dia que alguma coisa de ruim vai acontecer com ela. Engano total! Podemos traduzir o dia crítico como sendo um DIA DE ALERTA, onde todas as nossas tarefas, que envolvam qualquer risco, devem ser realizadas com muito mais atenção e cuidadas especiais.

Nossos DIAS CRÍTICOS podem ocorrer no ritmo físico, emocional ou intelectual, individualmente ou em conjunto, e em média temos de 4 a 5 dias críticos ao mês. Além do risco de acidentes nestes dias temos ainda a preocupação de "conflitos" no ciclo específico, que abordamos a seguir:

Crítico no ritmo físico
Fadiga repentina, indisposição, prostração e uma sensação de mal estar inexplicável até então. Nesse caso recomendamos evitar alimentação "pesada" e realizar tarefas que não gaste muita energia.

Crítico no ritmo emocional
Volubilidade, irritação, propensão à depressão e pouco discernimento das coisas. Recomenda-se nesses dias não realizar reuniões importantes ou mesmo evitar assuntos que possam nos fragilizar.
O ideal é sair da rotina.

Crítico no ritmo intelectual
Propensão a equívocos ao fazer análises sobre qualquer assunto. Em realização de provas redobrar à atenção as perguntas. Fazer palestras pela primeira vez nem pensar.
Recomenda-se não tomar decisões importantes.

Há ainda a possibilidade de um dia duplamente crítico (crítico em 2 ritmos) ou triplamente crítico. Nesses dias o risco de acidente dobra ou triplica. Analise também suas atividades profissionais e/ou estudantis.
Jogadores: O Jogador Elano se machucou exatamente num dia em que estava em duplo crítico (Fisico e Emocional), e não voltou mais a jogar na Copa. Felipe Melo, no dia do jogo da Holanda, estava triplamente positivo, mas havia acabado de passar pelos críticos do físico e do intelectual (Por isso não acredito que o "acidente" com Robben foi mais uma bobagem e sem querer que por uma "explosão emocional", como afirmam alguns comentaristas).

Além dos dias criticos,
temos também o que chamo de "auges". O auge positivo ocorre quando estamos "em alta". Ocorre do 5º ao 7º dia do ciclo fisico, do 6º ao 8º dia do Emocional e do 7º ao 9º dia do Intelectual. O negativo ocorre após o dia Critico de passagem para o negativo, e indica quando estamos "em baixa". A saber: Fisico: entre o 17º e o 18º dia. Emocional 20º ao 22º dia. Intelectual: do 23º ao 25º dia.
Jogadores: Nilmar, Luis Fabiano, Kaká, Robinho.Juan e Maicon estavam no auge negativo do emocional. Maicon e Robinho no auge do negativo no Fisico. Ninguém estava no auge positivo de nenhum dos ritmos.

Após a conversa com os amigos, e dos cálculos dos princpais jogadores da Seleção, descobri que a equipe técnica não utilizou esta ciência para orientá-los, para fazer alguma substituição, para escolher uma melhor forma de jogar... Basta notar que mais da metade do time estava negativada em ritmos essenciais à prática do esporte. Faltou força, faltou positividade, faltou inteligência, sobrou reclamação, choradeira...
Daí, apenas confirmei minha tese: Se alguém, uma pessoa que fosse, soubesse utilizar estes cálculos, talvez as coisas fossem diferentes.
No entanto, como o "se" não existe no futebol, o jeito é esperar até 2014, e que nossos lideres futebolisticos esqueçam um pouco a arrogância do "eu sei o que estou fazendo" para se render a simples, mas eficazes práticas de autoconhecimento, na busca pelos seus objetivos.

Em tempo: Vale lembrar que Biorritmo não é adivinhação. Quando sabemos em que fase estamos em cada ciclo, aproveitamos para nos preparar melhor, exatamente para não deixar que isso se torne uma profecia auto-realizável. Adivinhação deixamos para o "polvo da Alemanha", que até agora não errou nenhuma, mas está apontando a Espanha como finalista...Será?....rsrsrs

Translate

POSTS MAIS RECENTES NO SEU EMAIL - CADASTRE-SE!