terça-feira, 27 de outubro de 2009

ESCOLHA SUAS PALAVRAS

Pressentindo que seu país em breve iria mergulhar numa guerra civil, o sultão chamou um dos seus melhores videntes, e perguntou-lhe quanto tempo ainda lhe restava de vida.
- Meu adorado mestre, o senhor viverá o bastante para ver todos os seus filhos mortos.
Num acesso de fúria, o sultão mandou imediatamente enforcar aquele que proferira palavras tão aterradoras. Então, a guerra civil era realmente uma ameaça!
Desesperado, chamou um segundo vidente.
- Quanto tempo viverei? - perguntou, procurando saber se ainda seria capaz de controlar uma situação potencialmente explosiva.
- Senhor, Deus lhe concedeu uma vida tão longa, que ultrapassará a geração dos seus filhos, e chegará a geração dos seus netos.
Agradecido, o sultão mandou recompensá-lo com ouro e prata.
Ao sair do palácio, um conselheiro comentou com o vidente:
- Você disse a mesma coisa que o adivinho anterior. Entretanto, o primeiro foi executado, e você recebeu recompensas. Por que?
- Porque o segredo não está no que você diz, mas na maneira como diz. Sempre que precisar disparar a flecha da verdade, não esqueça de antes molhar sua ponta num vaso de mel.

Autor desconhecido

"Minha querida alma, seja fonte de sintonia, de rapport"
"Minha querida alma, seja fonte de sabedoria"

ESTÁ CONTRATADA! VEJA LÁ....

Um dia, enquanto caminha pela rua, uma mulher de sucesso, Diretora de Recursos Humanos de uma multinacional, (aquelas que fazem de tudo para vender a imagem de sua empresa aos futuros empregados), é tragicamente atropelada por um caminhão e morre. Sua alma chega ao paraíso e se encontra, na entrada, com São Pedro, em "carne e osso".
- Bem-vinda ao paraíso, diz São Pedro! Mas... Antes que você se acomode, parece que temos um problema. Você vai perceber que é muito raro um diretor de recursos humanos chegar aqui e não estamos seguros do que fazer com você.
- Não tem problema, deixe-me entrar. - Diz ela, já analisando São Pedro dos pés à cabeça e imaginando seu antigo trabalho e se ele fosse um candidato, se ela o contrataria para trabalhar em sua empresa.
- Bem que eu gostaria de deixá-la entrar agora mesmo, mas tenho ordens do Superior. O que faremos é deixá-la passar um dia no inferno e outro no paraíso, e então poderá escolher onde ficar a eternidade.
- Então, já está decidido. Prefiro ficar no paraíso, diz a mulher.
- Sinto muito, mas temos nossas regras, primeiro você precisa conhecer os dois locais.
E, assim, São Pedro acompanha a diretora ao elevador e desce, desce, desce até o inferno.
As portas se abrem e aparece um verde campo de golfe. Mais distante um belo clube. Lá estão todos os seus amigos, colegas diretores que trabalharam com ela e grandes executivos de outras empresas, todos em trajes de festa e muito felizes. Correm para cumprimentá-la, beijam-na e se lembram dos bons tempos. Jogam uma agradável partida de golfe, mais tarde jantam juntos num clube muito bonito e se divertem contando piadas e dançando. O Diabo, então, era um anfitrião de primeira classe, elegante, charmoso, muito educado e divertido.
Ela se sente de tal maneira bem que, antes que se dê conta, já é hora de ir embora. Todos lhe apertam as mãos e se despedem enquanto ela entra no elevador. O elevador sobe, sobe, sobe, e ela se vê novamente na porta do paraíso, onde São Pedro a espera.
- Agora é a hora de visitar o céu.
Assim, nas 24 horas seguintes, a mulher se diverte pulando de nuvem em nuvem, tocando harpa e cantando. É tudo tão bonito e tão sereno, que, quando percebe, as 24 horas se passaram e São Pedro vai buscá-la.
- Então, passou um dia no inferno e outro no paraíso. Agora você deve escolher sua eternidade.
A mulher pensa um pouco e responde:
- Senhor, o paraíso é maravilhoso, mas penso que me senti melhor no inferno, com todos os meus amigos e aquela intensa vida social.
Assim, São Pedro a acompanha até o elevador, que outra vez desce, desce, desce, até o inferno. Quando as portas do elevador se abrem ela depara com um deserto, inóspito, sujo, cheio de desgraças e coisas ruins. Vê todos os seus amigos, vestidos com trapos, trabalhando como escravos, aguilhoados por diabos inferiores, que estão recolhendo as desgraças e colocando-as dentro de bolsas pretas. O diabo se aproxima e conduz a mulher pelo braço, com brutalidade.
- Não entendo - balbucia a mulher. - Ontem eu estava aqui e havia um campo de golfe, um clube, comemos lagosta e caviar, dançamos e nos divertimos muito. Agora tudo o que existe é um deserto cheio de lixo e todos os meus amigos parecem uns miseráveis.
O diabo olha para ela e sorri:
- Ontem estávamos te contratando. Hoje você faz parte da equipe!

Autor desconhecido

"Minha querida alma! Seja fonte de consciência e humildade contra o auto-engano"
"Minha querida alma!  SEJA FONTE DE UMA LIMPIDA VISÃO"

quinta-feira, 1 de outubro de 2009

DIA DO IDOSO: SUGESTÃO DE PRESENTE

Hoje é o Dia Internacional do Idoso (é também comemorado no dia 27 de setembro), e neste espaço quero aproveitar para dar a vocês,jovens e pessoas que estão ou vão entrar na meia-idade (como eu..rsrsrs) uma dica de presente para papais mamães, vôzinhos e vózinhas.
Nada mais justo que prestar uma homenagem a quem chegou, com lutas e sacrifícios, à tão especial mas às vezes temida 3ª Idade. Porque temida? Ora, se pararmos para pensar, descobriremos que se hoje existem tecnologias, apoio, alimentação, atendimento especial e até leis que são direcionadas ao bem-estar do idoso, isso não era uma realidade até bem poucos anos atrás, talvez até poucos meses atrás.
Temos pessoas na "Feliz Idade" vivendo de maneira mais plena, aproveitando melhor o tempo livre, com a saúde mais bem cuidada, mas até bem pouco tempo essa nova realidade era apenas um sonho (E, infelizmente, para alguns ainda é. Vale lembrar que ainda há familias que preferem "jogar" seus vôzinhos e vózinhas em asilos de competência duvidosa, e outros que ainda os agridem, que roubam suas aposentadorias...)..
Ou seja, quem passou dos sessenta anos o fez sem o apoio que existe nos tempos atuais, e são exatamente estes que podem dizer que são guerreiros, que só agora podem curtir, de fato, a liberdade que a experiência lhe permite ter. Com certeza, seus pais ou avós estão neste grupo.
Alguém aí, que tenha dos seus 15, 16 até pelo menos 40 anos, já parou pra pensar quanta coisa podemos aprender com esses mestres? Quantos de nós, pelo menos de vez em quando, não poderíamos deixar de lado a Internet ou a TV para ouvir as histórias contadas por eles, as experiências vividas, os ensinamentos passados de geração em geração?
E quantos de nós não poderíamos pagar por esta dedicação também ensinando?
Esta é exatamente esta a dica de hoje: Compreender e respeitar o que foi vivido pelos nossos idosos, parar um pouco para ouví-los, valorizá-los, mas também dar a eles as mesmas chances de aprendizado que nós temos hoje.
Sabia que as pessoas agem apenas da maneira que aprenderam? Sabia que se aprenderem algo diferente, podem mudar as suas vidas pra melhor?
Pois é... aí está a minha sugestão de presente: uma troca de aprendizado.
- A partir de hoje, aprenda a tirar pelo menos uma hora para apenas ouvir os idosos que o rodeiam. Assuma a postura de um aluno, de um neto que quer ouvir histórinhas, de um filho que precisa de conselhos. Sem questionamentos, sem a postura do "isso não funciona mais...", sem aquela idéia idiota de que "noossa, isso é ultrapassado".
- Depois, aproveite pelo menos uma hora de sua semana (não precisa ser de um dia, mas é bem melhor que seja) para ensinar algo que você aprendeu, mas que ele ou ela não teve a chance de aprender. Que tal ensiná-lo(a) a trocar e-mails? A mexer com a internet, a fazer uma pesquisa. Que tal levá-lo(a) para treinar alguma arte marcial ou ensinar os golpes que você aprendeu (pode ajudá-lo até a se defender de alguns espertinhos). Porque não levá-lo(a) para a sua academia, para fazer exercicios especificos para a sua idade? E se ele não sabe ler ou escrever, porque não ser seu primeiro professor?
Você pode pensar: "Mas meu avô, minha avó, ou meu pai, minha mãe...é muito teimoso! Acham que não precisam aprender nada". Ou pode se perguntar: "O que posso aprender de novo com meus idosos? E se eu não concordar com as idéias deles?".
Em primeiro lugar, pense que talvez você precise apenas desenvolver uma qualidade que nunca traz problemas, só vantagens: A paciência.
- Parar para ouvir, se colocar como alguém que está disposto a aprender, ou pelo menos a deixar que o que foi dito entre em sua mente para lá ser processado ajudará a quebrar preconceitos, eliminar pensamentos hostis.
- Sorrir com as dificuldades apresentadas no aprendizado, como você sorríria se tentasse ensinar algo a uma criança pequenina, e ela encontrasse dificuldades nas primeiras tentativas. Ter a tranquilidade de seguir o ritmo do seu "aluno", para que ele perceba que PODE fazer o que quiser, desde que se sinta livre, não cobrado, para aprender.
Tenho feito isso nos últimos anos. Tenho aprendido muito, e ensinado bastante, e esta troca me tem sido muito útil, com dividendos muito valiosos.
O que está esperando? Comece agora!

Em tempo:
Uma rápida mensagem, colhida no site Portal da Familia (com algumas alterações), para os nossos idosos. Que tal começar o seu papel de "professor" copiando-a e repassando aos experientes membros de sua familia num belo cartão pelo Dia Internacional do Idoso, hein?

"Idoso é quem tem o privilégio de viver uma longa vida... velho é quem perdeu a jovialidade.
A idade causa a degeneração das células... a velhice causa a degeneração do espírito.
Você é idoso quando sonha... você é velho quando apenas dorme.
Você é idoso quando ainda aprende... você é velho quando já nem ensina.
Você é idoso quando se exercita... você é velho quando somente descansa.
Você é idoso quando tem planos... você é velho quando só tem saudades.
Para o idoso a vida se renova a cada dia que começa... para o velho a vida se acaba a cada noite que termina.
Para o idoso o dia de hoje é o primeiro do resto de sua vida... para os velhos todos os dias parecem o último de uma longa jornada.
Para o idoso o calendário está repleto de amanhãs... para o velho o calendário só tem ontens.
Que você, idoso, viva uma vida longa, mas que nunca fique velho.
E que nós, quando idosos, sigamos o mesmo caminho".

MINHA QUERIDA ALMA, SEJA FONTE DE AMOR E RESPEITO PELOS IDOSOS QUE ME CERCAM
MINHA QUERIDA ALMA, SEJA FONTE DE HUMILDADE PARA O APRENDIZADO, E DE PRAZER PELO ENSINAR.

Aviso: Em breve, iniciarei as postagens do Curso de PNL e ATPP (em vídeos). Aguarde confira!

Translate

POSTS MAIS RECENTES NO SEU EMAIL - CADASTRE-SE!