sábado, 25 de dezembro de 2010

HOJE É O DIA!

Estava só... era dia de festa, e todas as pessoas que eu conhecia tinham algum compromisso: Iam ver a mãe, o pai, os amigos, tinham encontros com as namoradas ou os namorados, iam participar da ceia com os colegas da empresa... E eu não estava incluido em nenhum destes compromissos.
Bateu a tristeza... um sentimento de vazio e solidão que muitas vezes levam qualquer pessoa à loucura. Uma vontade de sair, sumir, voar, desaparecer, encontrar um mundo pararelo onde tudo fosse diferente!
Fechei os olhos... comecei a imaginar-me num vale lindo, cheio de belas árvores, um rio maravilhoso, o som do canto dos pássaros...e me via só!
Passeei por toda a floresta, nadei no rio, pesquei, brinquei, descansei... Ainda só.
E então percebi que minha solidão não era um castigo, mas uma escolha. Talvez por egoismo, talvez por medo... Eu queria ser EU, mas não permitia que outros entrassem no meu mundo. E sem ninguém, nosso mundo é vazio.
Tudo bem se sair um pouco para descansar a cabeça. É sempre ótimo entrar em contato consigo mesmo(a), mas eu estava me esquecendo que é preciso "descer a montanha" depois disso. Subi demais, e não me vi voltando para os meus.
Então ouvi uma voz... Uma voz bem conhecida me dizendo: "O que você está fazendo aí?"
Não queria olhar para quem fez a pergunta. Apenas respondi: "Lamentando minhas frustrações, chorando minhas derrotas, tentando obter energias para enfrentar este mundo cão novamente".
"E quando você vai começar a usar esta energia?", insistiu a voz.
"Ora... não sei... o tempo dirá", eu disse.
"O tempo, o tempo... sempre usando desculpas para não se pôr a caminho, não é? Que tal se levantar e dar os primeiros passos? Que tal sair deste marasmo?", inquiriu-me
"Mas está tão bom aqui... É onde tenho paz!" - argumentei.
"Sei muito bem disso, porque também gosto daqui, mas também acredito que quando viemos para cá choramos o que deixamos pra trás, e tentamos planejar demais o que vem pela frente. Assim, o que podemos fazer AGORA fica esquecido!"
A resposta me deu um choque! Me levantei rápido e olhei para o dono da voz: Era um dos meus EUs!
Me mexi, me levantei, dei um salto e tratei de seguir rumo à saída do vale. Olhei para trás e lá estava meu EU sábio, e aos poucos fui acordando de mais este sonho, enquanto ouvia suas últimas palavras..."Existem dois dias em que nada podemos fazer para ser feliz: ontem... e amanhã. O dia é hoje! Mexa-se!".

Minha querida alma, seja fonte de coragem e força para lutar AGORA!

2 comentários:

  1. É isso mesmo! Chega de choro e lamentações. Vamos correr atrás!

    ResponderExcluir
  2. Entendo bem o que você diz e pelo que passa, Antonio. Só gostaria de ter o mesmo espírito de reação que você tem.

    ResponderExcluir

Translate

POSTS MAIS RECENTES NO SEU EMAIL - CADASTRE-SE!