quarta-feira, 26 de agosto de 2009

CRIAR... E MEMORIZAR: AS TÉCNICAS IDEAIS!

Hoje, finalmente, consegui voltar a ministrar minhas palestras para o Grupo Feliz Idade, trabalho pelo qual tenho grande carinho. E não poderia voltar de maneira melhor, já que o tema versou sobre algo que gosto muito: a memória e a concentração.
Claro que dou palestras sobre o assunto para jovens e adultos também, mas tenho especial preferência e falar sobre isso para os idosos e para as crianças em idade escolar por motivos óbvios: para os primeiros porque as técnicas lhes permitem manter a mente em constante atividade, com o uso da criatividade e da movimentação. Para as crianças, porque elas precisam, desde cedo, aprender que memória não é um "dom", mas, sim, algo que se treina.
Hoje, repassei duas técnicas de memorização de palavras para a senhoras do "Feliz Idade", e faço questão de postá-las aqui também.
Ambas trabalham não só com a lembrança, mas, principalmente, com a criatividade.

1ª Técnica: Ligação de palavras (elo de ligação)

Por este método, faço com que os substantivos "criem vida" e os ligo mediante uma ação. Esta ação é o que chamamos de "elo de ligação".
Palavras estáticas não geram lembranças. Palavras em movimento, sim. Por isso é que é preciso dar movimento, vida ao objeto que quero lembrar.
Ex: Se quero lembrar que meu bloco de anotações está em cima da mesa, posso até guardar isso na memória por um tempo, mas depois de fazer um bocado de trabalho, outros textos, etc... posso simplesmente sair de casa e deixá-lo no lugar onde está. No entanto, se em minha mente eu colocar "O bloco de anotações,vestido de russo, dancando uma polca sobre a mesa, que põe uma das mãos fechada sob o queixo (é, essa mesa tem mãos, rosto, queixo...), furiosa porque não pode impedir os pulos sobre ela", garanto: vai ser dificil, muito dificil esquecer.
Para fazer um teste: seguem dez palavras e frases de ligação entre elas. Duvido que você esqueça qualquer uma das citadas se pensar na imagem gerada com as frases.

Palavras: MESA, CADEIRA, TECLADO, CALENDÁRIO, CANETA, GARRAFA TÉRMICA, DESODORANTE, CAIXA DE PAPELÃO, TESOURA, LATA

Ligação: leia, crie as imagens na mente e, logo após, pegue um papel e tente , sem olhar esta página, escrever as palavras acima na ordem correta.

Uma MESA pula sobre uma CADEIRA, que grita de susto.
Uma CADEIRA digita num TECLADO, e cada batida dói. O teclado chora.
Um TECLADO pergunta para o CALENDÁRIO que dia é hoje, e ele responde: Sei lá!
Um CALENDÁRIO está apaixonado por uma CANETA nova no pedaçõ, e ela foge dele
Uma CANETA pula dentro de uma GARRAFA TÉRMICA, que sente cócegas, ri e a cospe
Uma GARRAFA TÉRMICA abraça um vidro de DESODORANTE, que explode e a deixa toda molhada.
Um vidro de DESODORANTE luta com uma CAIXA DE PAPELÃO
Uma CAIXA DE PAPELÃO foge de uma TESOURA, que tenta cortá-la
Uma TESOURA pensa que uma LATA é sua mãe, e corre para abraça-la
Uma LATA chega cansada do serviço, pula sobre a MESA, que faz uf!, e dorme.

Importante: Como você pode perceber, a última palavra da lista foi ligada à primeira também, num ciclo fechado. Isso se faz para que, ao lembrar de qualquer palavra, você lembre de todas as outras. O mesmo se dá com a técnica da História.

2 - A técnica da história

Por esta técnica, crio uma história com as palavras ou objetos que me são apresentados, ligando-os um ao outro na ordem. Basta lembrar a história, e formar bem a imagem na mente (isso é importante) e lembrarei as palavras.

Ex: Palavras: COMPUTADOR, SOFÁ, COPO, PIA, VASSOURA, AMBULÂNCIA, MICROFONE, VIOLÃO, PLACA DE PARE, POSTE.

"Um computador salta sobre um sofá, que sente dor na barriga e aperta um copo. O copo explode e vira milhares de copinhos, que correm e se escondem dentro de uma pia. A pia, desesperada, grita para a vassoura pedir ajuda. A vassoura ouve e sai correndo, até encontrar uma ambulância e lhe contar o que aconteceu. A ambulância liga a sirene e sai para o socorro, mas atropela um microfone que atravessava a rua. Os pedaços do microfone xingam a ambulância, reclamam, e nem percebem que um violão enorme chega, pega um dos pedaços dele e começa a cantar enquanto se toca: “a coisa tá feia, a coisa tá preta...”, para uma placa de “pare”, que não aguenta, tapa os ouvidos e começa a gritar “pare, pare...”. A placa de “pare” corre para se proteger atrás de um poste, que não gosta, diz para ela sair, mas como ela não sai ele salta sobre ela. Só que o poste salta com tanta força que vai afundando aos poucos, até que fica só a cabeça, com a lâmpada, para fora. E ele diz: “Oh, puxa”, enquanto o computador dá risada ao ver tudo da janela".

Conseguiu "ver" a história na mente? Então você, com certeza, conseguira, ao lembrar dela, anotar as palavras num papel. Faça isso.

Outro dado importante: Numa história, o "elo de ligação" também está presente. É a ação que um objeto faz com o outro que os ligam (o computador PULA sobre o sofá, que APERTA um copo... e assim por diante".

Quanto mais "maluco", melhor
Está comprovado: existem três maneiras infalíveis de não esquecer determinados acontecimentos: HUMOR, EXAGERO (PARA MAIS OU PARA MENOS) E SEXO! Fatos fortes e tristes também funcionam, mas essa parte podemos deixar pra lá.
Então, se você coloca bastante humor numa cena (o violão cantando "a coisa tá feia...), ou a exagera bastante (um monte de copinhos, o poste que afundou...) não tem como esquecer. Se uma das cena fosse, por exemplo, uma placa de "pare" fazendo sexo com um poste, a imagem seria tão bizarra que você também não esqueceria.

Lembrar... e CRIAR
As técnicas de memorização com elos de ligação são importantes, principalmente para os idosos e para as crianças, não apenas porque "ajuda a lembrar", mas também porque ajuda a "pensar". No momento em que faço uma história, colocando objetos em movimento, estou exercitando a minha criatividade, e quanto mais crio, melhor as histórias ficam.
Assim, mantenho a mente em total movimento, sempre com algo novo para fazer.
Então, o que está esperando? Faça suas listas de palavras e crie já a sua história!

"Minha querida alma, seja fonte de disciplina, criatividade e bom humor"

Um comentário:

  1. programming declared licensed kzir logos optional proverbial bphs streamlining librarys startup
    semelokertes marchimundui

    ResponderExcluir

Translate

POSTS MAIS RECENTES NO SEU EMAIL - CADASTRE-SE!