domingo, 29 de março de 2009

METÁFORA DO DIA: ÉTICA E VERDADE

Certo dia, a Ética pediu a Odin para fazer uma visita à terra. Autorizada, ela desceu do Olimpo sob a forma de uma linda mulher e dirigiu-se a um reino poderoso. Todos, ao vê-la a distância, ficavam maravilhados, mas, acontecia algo estranho: à medida que se aproximava, os mesmos que lhe sorriam fechavam-lhe as portas.
Tentou falar com várias pessoas, entre elas vários profissionais de renome, entre médicos, advogados, autoridades em geral. Tentou com os políticos, e aí foi pior ainda.
A Ética tentava comunicar-se, mas em vão: ninguém queria defrontar-se com ela. Bastava a todos que ela fosse vista de longe, e apenas de longe.
A Ética se cansou. Não queria mais viver na terra, pensava em ir embora. Acabrunhada, resolveu esoncer-se num canto, mas ao retirar-se, encontrou a Verdade, que se espantou com a sua profunda tristeza:
- Que foi, minha irmã? O que tanto a magoou?
- Cheguei em missão de paz, mas ninguém quis receber-me – disse a Ética, não entendendo as razões porque foi rejeitada.
-Olhe-me de frente! – disse a Verdade.
Mas a ética estava tão triste que nem conseguia erguer a cabeça.
Já um pouco irritada, a Verdade então explicou: - Ninguém, nem mesmo você, minha cara Ética, foi capaz de perceber: eu e você somos espelhos! As pessoas têm medo de nos terem perto, de nos encarar apenas por isso: Têm um profundo pavor de se verem refletidas. Não precisamos falar. Basta que os que nos procuram se vejam.
E então, leitor: Você se vê?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Translate

POSTS MAIS RECENTES NO SEU EMAIL - CADASTRE-SE!