terça-feira, 24 de março de 2009

MANTENHA O EQUILIBRIO OU ENTÃO... SOFRIMENTO NA CERTA!

Estou passando por um momento que, na teoria, não deveria estar enfrentando. O excesso de trabalho, de responsabilidades e o grande número de metas definidas sem uma avaliação mais detalhada me levaram, como não poderia deixar de ser, a sérios problemas na coluna.
O corpo fala! E quando você lhe falta com respeito, ele grita!
Assim como eu, há outros com o mesmo problema. Ou mesmo com dificuldades no amor, na familia, no seu grupo... Talvez até você, que lê estas linhas, esteja, neste momento, com alguma dificuldade relacionada ao corpo, à namorada ou namorado, ao cônjuge, à escola, ao trabalho.
Sua casa está bagunçada? O quintal está tomado pelo mato? Seu material de trabalho está acondicionado de um jeito que mais dificulta que facilita encontrá-lo?
Isso significa que está faltando a você, neste momento, o cumprimento de um príncípio básico à sua sobrevivência emocional e física: O principio do Equilibrio.
Imagine uma mesa com vários componentes de uma só empresa. Você é o lider. Se algum dos membros não for atendido em suas reivindicações, ou houver exagero nas determinações dadas a um outro, haverá um desequilibrio. Isso se aplica ao conceito da PNL de “partes”: Se uma parte sua está sobrecarregada ou não é atendida em seus anseios, a coisa vai ficar feia para o seu lado.
Também servem como exemplo ter várias matérias para estudar e deixar alguma de lado (vai fazer falta no concurso público), dar mais atenção a um filho ou filha que a outro(a), Atender a convites de um amigo mas sempre recusar de outros...
Trazendo para nós como um todo: Como ser humano, somos formados por corpo, mente e espírito. Se você se dedicar muito ao corpo e ao espírito, esquecendo a mente, será forte, integrado e irá se dedicar a outras pessoas, mas com poucos conhecimentos e outros recursos racionais. Nossa vida precisa principalmente de alimento, de ar, água e prazer, dentre outros (sem algum destes elementos sempre vai haver desequilibrio). E o que dizer da busca louca pelo dinheiro, do abrir mão das coisas boas da vida para primeiro alcançar o "sucesso profissional" ou "comprar aquele carro" do ano... A Crise que atinge os Estados Unidos com maior intensidade surgiu exatamente pelo excessivo valor ao Poder do Consumo e do Capital. Quem acreditava apenas na grana que ganhava se deu mal, muito mal.
No corpo, se fizermos exercícios só com um braço ou com uma perna, vamos ficar disformes. Um dia, pagaremos por isso com dores pelo corpo ou algum outro problema.
Quanto à mente, se nos ligarmos mais ao passado que em outras fases, o presente e o futuro, não temos equilibrio e nem podemos planejar nada. Se é o contrário, podemos sempre cometer os mesmos erros.
Temos também os que agem apenas pela emoção, sem pensar (e depois se arrependem). Ou ainda os que são tão cerebrais, tão frios que, quando sentem algo forte por alguém não sabem o que fazer e sofrem de amor não correspondido.
O desequilíbrio, como dá pra notar, pode ocorrer em todos os níveis, do mais genérico ao mais específico, e portanto é necessário que saibamos lidar com eles, e isso não é complicado, ou pelo menos não precisa ser.
Busquei as informações abaixo com o grande Mestre Virgilio Vasconcelos. Vale a pena dar uma conferida:

Observando o Princípio do Equilíbrio

"Como se faz para observar o Princípio do Equilíbrio? A base disso é simples: identificar as áreas de sua vida, verificar quais estão equilibradas e quais estão desequilibradas, para estas definindo objetivos e ações. Se forem várias, cabe também uma priorização: mais importantes primeiro.
No nível pessoal, isto pode incluir uma atividade física, um curso ou treinamento de vez em quando e 10 minutos de meditação, por exemplo. No nível de relacionamento em geral, pode significar cuidar melhor de alguém ou tomar a iniciativa de fazer um contato. Na área familiar, pode ser uma simples decisão de estar com alguém por alguns minutos. As ações que mantém o equilíbrio podem ser muito simples. Alguns contextos, como o de tomada de decisão, podem requerer auto-conhecimento e auto-exploração, antes da elaboração (e devida prática) de alternativas.
O equilíbrio muitas vezes resulta do cultivo e prática de certos valores, como coooperação, perdão e até hábitos perceptivos. Na etiqueta chinesa, conforme me foi apresentada, há uma tradição de cada um manter a xícara do outro cheia de chá. Isto faz com que as pessoas, além de praticar o cuidar, também treinem o hábito de olhar de vez em quando para o ambiente e para o outro, ao invés de manter a atenção exclusivamente em si: "Ai, que fome!"
Você já deve ter notado que o Princípio do Equilíbrio abrange múltiplas dimensões da nossa existência, e portanto não pode ser ignorado. Ignore-o e alguém vai acabar sofrendo, seja você ou alguém próximo a você. Deve ser por isso que recebemos um ensinamento que tem o equilíbrio como eixo: "Amai ao próximo como a ti mesmo"."


Contextos de aplicação

A seguir, uma lista de sistemas e situações em que você pode aplicar o Princípio do Equilíbrio, incluindo as já mencionadas.

Pessoal

- Corpo, mente, espírito
- Aparência e conteúdo
- Físico, racional e emocional
- Cabeça, tronco, membros
- Passado (lembranças), presente (sensações, emoções) e futuro (planos)
- Nutrição (alimentos, ar, prazer)
- Alimentação (proteínas, carboidratos, etc.)
- Avaliação de qualidades e defeitos

Escola

- Dedicação às disciplinas (aluno ou professor)
- Participação em grupos de trabalho

Familiar

- Pais em relação a cada filho
- Trabalho, família, si mesmo
- Marido, esposa e filhos
- Dedicação à casa e ao prédio ou condomínio

Trabalho

- Liderança: Pessoas, Objetivos, Recursos
- Produção, capacitação, descanso
- Reuniões: oportunidades de fala; informação, deliberação e decisão
- Relacionamento com chefes, colegas e outras pessoas
- Necessidades pessoais e do trabalho

Social

- Cuidados pessoais, com os outros e com o ambiente
- Contribuição para o bairro, a cidade, o país

Outros

- Para um site, equilíbrio na dedicação ao design, à estrutura, ao conteúdo, à divulgação, interatividade e outros aspectos.
- Correio eletrônico e computador em geral: uso, atualização, manutenção (Ah, aquelas 300 mensagens na caixa de saída...)
- Veículos: uso, manutenção, prevenção
- Cozinha: tempero na dose certa!

Um exemplo simples dado por Virgílio Vasconcelos

Uma senhora foi visitar parentes com um recém-nascido. Ao entrar na casa, estavam os pais, o bebê e a filha mais velha, de 4 anos. A senhora cumprimentou os pais e, ignorando o bebê no colo da mãe, foi saudar a menina, para só então dedicar sua atenção ao bebê. Em uma situação de desequilíbrio "natural", em que todas as atenções se voltam para o novo, essa senhora foi capaz de preservar o equilíbrio em relação à menina, e este foi um comportamento de grande sabedoria. Quem quer um pouco mais de sabedoria e seus benefícios deve ter, com certeza, como parte do seu cotidiano, a intenção da busca por aquele pouco mais de equilíbrio, em cada momento e em cada dimensão importante da vida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Translate

POSTS MAIS RECENTES NO SEU EMAIL - CADASTRE-SE!