sábado, 12 de junho de 2010

QUATRO CASAMENTOS - 50 ANOS DE FELICIDADE

Você sabe como fazer de um relacionamento algo duradouro? Como fazer o amor continuar se expressando em sua vida e na de sua (seu) parceiro por longos e longos anos? Confira esta história, e tire você mesmo(a) suas conclusões.

Um padre havia acabado de presidir a celebração dos cinquenta anos de casamento de fiéis de sua recém-assumida paróquia. Após a missa, a mulher do casal aniversariante veio lhe cumprimentar e agradecer pelas palavras dirigidas após o evangelho, e ele aproveitou para parabenizá-la. “Puxa! Não é qualquer um que alcança uma marca como essa, minha senhora. Cinquenta anos de casamento é muito tempo”.
“Pois é, padre”, respondeu a senhora - “Só que para isso eu me casei quatro vezes”.
O padre ficou surpreso. “Como, passou por quatro casamentos e completou cinquenta anos de união?”
Ela explicou: “Padre, no primeiro casamento o meu marido era um jovem bem animado, não tinha muitas preocupações. Aproveitamos bem as alegrias da juventude, passeamos, brincamos, tivemos um filho… e justamente quando esse filho nasceu, esse jovem se foi. Algum tempo depois, passei a conviver com um homem maduro, preocupado em manter a familia em boas condições de vida. Enquanto eu cuidava de meu menino, ele trabalhava o dia inteiro e fazia hora extra. A gente quase não se via. Depois de um certo tempo, num raro momento em que estivemos juntos, tive também um filho com este marido. Não demorou muito, e ele também se foi. Então conheci um senhor no alto dos seus quase cinquenta anos, muito experiente, também trabalhador, mas que já ficava mais em casa. A gente dividia bem as tarefas, eu tinha um pouco mais de liberdade para também participar de outras atividades… mas também este se foi. Então me casei com um aposentado. E desde então eu passeio com ele, a gente vai à missa juntos, aos bailes da terceira idade, viaja… os dois filhos que tive estão formados e nos visitam sempre. Está muito bom!”.
O Padre, ainda sem entender, e fazendo contas nos dedos. “Péraí, dona. A senhora casou com estes quatro homens e completou bodas de ouro com o último?”.
“Não, padre! Completei cinquenta anos com os quatro!”
“Hein?”
“Meu marido já foi um jovem imaturo, depois um trabalhador que mantinha a casa, depois um empresário experiente que nos dava de tudo, e por fim um aposentado que agora está comigo o tempo todo. Ele mudou, eu também mudei, e nunca por algo individualista, mas por NÓS! Acredite, padre, se ele tivesse se transformado em alguém que só buscasse o próprio prazer, ou caido no mundo das drogas, ou tentasse de alguma maneira destruir o que tivessemos de bom, esse casamento não teria durado. O mesmo teria ocorrido se eu tivesse pensado somente em mim.
Só deu certo porque mudamos JUNTOS! Por isso, e por todo o amor que sempre tivemos um pelo outro, estamos aqui hoje!”.
E viva o AMOR!

Um comentário:

Translate

POSTS MAIS RECENTES NO SEU EMAIL - CADASTRE-SE!